Quais são os mestres de bateria há mais tempo no cargo no Especial de São Paulo? Confira

Mestre de bateria. Foto: SRzd – Bruno Giannelli

Responsável por comandar o chamado “coração” da escola de samba, o diretor de bateria tem a função de cuidar do ritmo e, claro, liderar os ritmistas. Neste sábado (17) vamos conhecer todos os mestres do Grupo Especial de São Paulo.

Atualmente, Antonio Carlos Tadeu, conhecido como Mestre Tadeu, é quem está há mais tempo no cargo. Ele lidera o quesito na Vai-Vai desde 1974, quando os desfiles da cidade aconteciam ainda na Avenida São João, na região central da capital paulista.

Outros três sambistas assumiram a função ainda na década de 90. São eles: Juca Guerra, da Águia de Ouro (1992); Sombra, da Mocidade Alegre (1994) e Carlão, da Tom Maior (1999).

Já Serginho, da Acadêmicos do Tucuruvi e Guma Sena, da Mancha Verde,  são os comandantes que estão há menos tempo no posto. Ambos estão defendendo o quesito desde o Carnaval 2020.

Confira abaixo a relação dos mestres de bateria:

Acadêmicos do Tucuruvi – Serginho (desde 2020)

Mestre Serginho. Foto: Renato Cipriano/Assessoria de Imprensa - Acadêmicos do Tucuruvi
Mestre Serginho. Foto: Renato Cipriano/Assessoria de Imprensa – Acadêmicos do Tucuruvi

Colorado do Brás – Allan Meira (desde 2016)

Mestre Allan Meira. Foto: SRzd – Claudio L. Costa

Mancha Verde – Guma Sena (desde 2020)

Mestre Guma Sena. Foto: SRzd – Bruno Giannelli

Tom Maior – Carlão (desde 1999)

Mestre Carlão. Foto: SRzd – Guilherme Queiroz

Unidos de Vila Maria – Rodrigo Moleza (desde 2013)

Mestre Rodrigo Moleza. Foto: SRzd – Wadson Ferreira

Acadêmicos do Tatuapé – Higor Silva  (desde 2010)

Mestre Higor Silva. Foto: SRzd – Bruno Giannelli

Dragões da Real – Tornado (desde 2015)

Mestre Tornado. Foto: SRzd – Bruno Giannelli

Vai-Vai – Tadeu (desde 1974) e Beto (desde 2016)

Mestre Tadeu. Foto: SRzd – Fabio Capeleti
Mestre Beto. Foto: Reprodução / Instagram

Gaviões da Fiel – Ciro Castilho (desde 2018)

Mestre Ciro Castilho. Foto: SRzd – Fausto D’Império

Mocidade Alegre – Sombra (desde 1994)

Mestre Sombra. Foto SRzd – Wadson Ferreira

Águia de Ouro – Juca Guerra (desde 1992)

Mestre Juca Guerra. Foto: SRzd – Bruno Giannelli

Barroca Zona Sul – Fernando Negão (desde 2014)

Fernando Negão. Foto: SRzd – Guilherme Queiroz

Rosas de Ouro – Rafa Oliveira (desde 2013)

Mestre Rafa Oliveira. Foto: SRzd – Fábio Capeleti

Império de Casa Verde – Robson Zoinho (desde 2005)

Mestre Zoinho. Foto: SRzd – Fausto D’Império

Leia também:

+ Louzada recorda choro por não desfilar e emoção na homenagem da Vai-Vai a João Carlos Martins

+ ‘Um dos conjuntos mais primorosos que já criei’, diz Sidnei França sobre fantasias da Águia de Ouro

+ 50 anos da Rosas de Ouro será enredo do Carnaval Virtual; Angelina Basílio comenta

+ Celsinho Mody revela ‘profecia’ de Dominguinhos do Estácio sobre sua carreira

+ Dirigente fala sobre obras na quadra da Independente Tricolor

+ Rainha de bateria e assistente de palco de Rodrigo Faro, Valeska Reis anuncia gravidez

+ Presidente da Uesp avalia erros e acertos da gestão, projeta novo mandato e adota ‘cautela’ para o Carnaval 2022

+ ‘Sou deste chão chamado Vai Vai’, diz Camila Silva ao postar vídeo na escola

+ Poesia na pandemia: escolas de samba de São Paulo são exaltadas em vídeo

+ Otimista para o Carnaval 2022, coreógrafo da Mocidade Unida da Mooca dá detalhes sobre audição

Comentários

 




    gl