Porta-bandeira da Dragões supera medo, faz promessa e dá spolier da fantasia

Rubens de Castro e Janny Moreno. Foto: Reprodução/Dragões da Real

Rubens de Castro e Janny Moreno. Foto: Reprodução/Dragões da Real

Em maio de 2022, Janny Moreno foi anunciada como porta-bandeira principal da Dragões da Real. Após oito meses, ela vive a expectativa do momento de ostentar o pavilhão oficial escola, ao lado do mestre-sala Rubens de Castro, que está no cargo desde 2010, além de uma primeira passagem em 2005 e 2006.

Com atuações marcantes em seu currículo, onde contabiliza desfiles pela Acadêmicos Central e Estopim da Fiel, em Diadema, Mocidade Amazonense, em Santos, Nenê de Vila Matilde, Mocidade Unida da Mooca, Colorado do Brás e Camisa Verde e Branco, em São Paulo, a porta-bandeira revelou, em conversa com o SRzd, que vive um momento especial em sua carreira.

“Nunca estive tão tranquila e positiva como estou esse ano. Intensificamos nossa rotina de ensaios com os de quadra, rua, e específicos no Anhembi. Com isso, posso dizer que nossa coreografia está 99% pronta. Evidente que sempre falta algo, mas estamos no caminho certo. Avalio meu momento atual na Dragões como incrível. Nos últimos dias, em uma conversa descontraída com um de nossos diretores, cheguei a dizer que nunca tive um pré-Carnaval tão tranquilo como esse. Tudo que foi acordado comigo foi comprido e a comunidade me abraçou de uma forma carinhosa que nem parece que eu cheguei este ano. Fora o Rubens que e um parceiro e um ser humano incrível”, afirmou.

Rubens de Castro e Janny Moreno. Foto: Reprodução/Dragões da Real
Rubens de Castro e Janny Moreno. Foto: Reprodução/Dragões da Real

Questionada sobre a fantasia que irá usar no último desfile do Grupo Especial, já no início da manhã de domingo, dia 19 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, a porta-bandeira não abriu o jogo, mas usou um termo para falar do figurino que certamente deixará, que torce pela Dragões, muito feliz.

“Minha fantasia está sendo confeccionada pelo ateliê Bruno Oliveira. É incrível. O Jorge Freitas nos deu uma jóia. Não posso falar muito para não estragar a surpresa”.

Janny: “Fiz bem em não desistir do que eu amo”

Ao lembrar sua chegada na comunidade de “Gente Feliz”, Janny contou algo que o grande público não sabia. Ela havia pensado que não iria mais dançar por estar sem muitas expectativas para o seu futuro no Carnaval, até receber um convite que mudaria sua vida.

“Quando eu cheguei na Dragões existia uma Janny quebrada com medo. Medo de me quebrar mais um pouco. Isso chega ser um pouco forte, dizer ‘quebrada’. Cheguei a pensar que não iria mais dançar. Foi então que recebi uma ligação do Vado (coordenador dos casais) me chamando para um bate papo com a diretoria da Dragões e com o Rubens.

O resultado desta conversa foi mais do que satisfatório e definiu sua escolha. “Conversamos e resolvi de coração aberto, aceitar o convite e a oportunidade. Hoje avalio que fiz uma das minhas melhores escolhas. Fiz bem em não desistir do que eu amo que é dançar. A diretoria da Dragões é muito comprometida. O foco é a conquista do título mas sem fugir do compromisso e do respeito por sua comunidade. Obrigado Dragões por me fazer feliz, por recolher os ‘cacos’ e me fazer especial em tão pouco tempo. Eu e meu mestre-sala Rubens de Castro daremos o nosso melhor para no final, levantarmos juntos a taça”.

Janny Moreno. Foto: Reprodução/Dragões da Real
Janny Moreno. Foto: Reprodução/Dragões da Real

Já que ela citou seu parceiro Rubens em mais de uma ocasião neste bate-papo, certamente você leitor gostaria de saber o que ele tem a dizer sobre ela. O SRzd perguntou e ele, não apenas respondeu, como chamou Janny de “Deusa” e fez uma revelação envolvendo sua aposentadoria no Carnaval.

“Tudo começou em uma conversa de amigos. Nos aproximamos sem querer e nasceu uma grande amizade que se firmou rapidamente. Após o Carnaval de 2022, onde tivemos problemas no desfile, e tive que pensar em uma nova porta-bandeira para desfilar comigo. Resolvi apostar em Janny Moreno. Ela aceitou e foi recebida na Dragões como uma deusa em uma passagem de pavilhão que fazia anos que eu não via. Uma receptividade incrível. É um novo momento da vida e trajetória dela e da minha também. Combinamos que será o Carnaval das nossas vidas. Sempre estamos preocupados em respeitar um ao outro e quem trabalha com a gente nota isso. É a parceira em que penso me aposentar. Temos esse pensamento de aposentar juntos, mas não agora. Antes disso queremos levar muita alegria para o coração das pessoas. Resumo a Janny como uma deusa que é forte, guerreira e me inspira a dançar. Uma grande amiga, que o Carnaval me deu.

Janny Moreno e Rubens de Castro. Foto: Reprodução/Facebook/Rubens
Janny Moreno e Rubens de Castro. Foto: Reprodução/Facebook/Rubens

Comentários

 




    gl