Nenê de Vila Matilde: decisão judicial suspende eleição e escola se posiciona

Desfile 2020 da Nenê de Vila Matilde. Foto- SRzd – Bruno Giannelli

A eleição para composição da nova diretoria executiva da Nenê de Vila Matilde estava marcada para acontecer no último domingo (22), das 8h às 17h, na quadra social da escola, na Zona Leste de São Paulo.

Entretanto, o juiz Álvaro Luiz Valery Mirra, da 1ª Vara Cível – Foro Regional VI – Penha de França, concedeu uma liminar para suspender a votação.

Segundo a decisão, da última quinta-feira (18), o estatuto da azul e branca prevê que a publicação do edital deve ser realizada num prazo de 30 dias antes da eleição. Além disso, o documento estabelece que os interessados têm o prazo de 15 dias para apresentar suas candidaturas.

“Dessa forma, DEFIRO a tutela de urgência pedida e determino a suspensão da realização das eleições da entidade ré, até que se dê regular cumprimento às normas estatutárias”, diz o trecho da decisão que é provisória.

Vale lembrar que o edital de convocação havia sido divulgado na segunda-feira (9), pelo presidente Rinaldo Andrade, o Mantega, através das redes sociais da agremiação.

+ Clique aqui para ler a liminar

Através de comunicado compartilhado na sexta-feira (20), a diretoria da a escola informou que o pleito foi cancelado por orientação do poder público em função do surto do Coronavírus em São Paulo.

“Declaro cancelado o pleito eleitoral previsto para 22/03/2020. Devendo aguardar o retorno de nossas atividades sociais cívicas, para novo chamamento público e democrático, que Deus guarde nossa Nação e nos Livre de Todo Mal”, diz o trecho do texto assinado pelo presidente da Nenê.

Confira:

A imagem pode conter: texto

Com o enredo “O presente da Deusa e o brinde da Águia”, a azul e branca amargou a última posição do Grupo de Acesso 1 e foi rebaixada para o Grupo de Acesso 2. Clique aqui para relembrar o desfile.




Comentários




    gl