Mocidade Unida da Mooca consegue liminar e permanece em sua quadra

Quadra da Mocidade Unida da Mooca. Foto: Arte

A Mocidade Unida da Mooca, que será a oitava e última escola a se apresentar pelo Grupo de Acesso 1, no domingo, 11 de fevereiro, conseguiu, no início da noite desta segunda-feira (23), uma liminar para permanecer em sua quadra social,  que fica na Rua Bresser, 2271, na Mooca.

Em nota publicada através de suas páginas de redes sociais, no início da tarde desta segunda-feira (23), a agremiação liderada por Rafael Falanga, informou que recebeu a notícia de que uma reintegração de posse no endereço – em que realiza seus ensaios desde 1991 – pedida pelo Ministério Público, seria realizada nesta terça-feira (24) às 6h. O processo tramita desde 2015. Com a nova decisão, a reintegração de posse fica suspensa provisoriamente, até o julgamento final do recurso.


Leia também:

+ Confira a cobertura dos ensaios técnicos 2023

+ Ouça os sambas das 34 agremiações da Liga-SP para o Carnaval 2023



O relator do caso no Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Paulo Cícero Augusto Pereira, considerou que “a própria municipalidade já conferiu a ela [à escola de samba] (…) a concessão de uso da aludida área por 40 anos, estamos apenas pendentes procedimentos de cunho administrativos que já estão sendo analisados para posterior deferimento”.

Também foi levada em conta, na decisão, a proximidade com o desfile da escolas de samba no Carnaval: “Considerando a proximidade, inclusive, das festividades carnavalescas que ocorrerão no próximo mês, reputo estarem presentes aos elementos necessários para conceder a tutela almejada, visando, inclusive, evitar dano grave, de difícil reparação, ou possível inutilidade do provimento jurisdicional à parte agravante.”

Escola publica nota sobre a liminar 

“Nossos advogados impetraram Agravo de Instrumento, com pedido liminar pra suspensão imediata da reintegração. O pedido foi acolhido e o Tribunal de Justiça decidiu a favor da MUM! A decisão é temporária, mas vamos concluir nosso carnaval aqui, no nosso chão”, diz trecho do comunicado compartilhado pela escola que levará para Avenida o enredo “O Santo Negro da Liberdade”desenvolvido por William Tadeu, Wallacy Vinicyos e Caio Araújo.

Leia a íntegra:

Comentários

 




    gl