Mocidade Alegre tem início avassalador mas peca na evolução

Desfile 2019 da Mocidade Alegre. Foto: SRzd – Cláudio L. Costa

E lá vem ela…!

Sempre que esses versos de um dos hinos da comunidade do Limão é cantado, logo chega junto no inconsciente de quem acompanha o Carnaval de São Paulo a força da Mocidade Alegre. Uma grife gravada nos concursos da cidade, … e deixa quem quiser falar!

Ela foi, para o seu prazer e superstição, a terceira a desfilar na segunda noite de espetáculo da folia paulistana, neste domingo (3), no sambódromo do Anhembi.

E ela veio com o tema “Ayakamaé; as águas sagradas do sol e da lua”. Após um início avassalador, pecou em sua evolução, sobretudo a partir dos 45 minutos e teve de acelerar o passo para concluir seu desfile no limite do tempo, aos 65 minutos.

+ galeria de fotos do desfile da Mocidade Alegre

+ vídeo: largada do desfile 2019 da Mocidade Alegre

Presidente
Solange Cruz

Comissão de Carnaval
Paulo Brasil, Carlinhos Lopes, Neide Lopes e Márcio Gonçalves

Intérprete
Igor Sorriso

Coreógrafo de comissão de frente
Jhean Alex

1º casal de MSPB
Emerson e Karina

Mestre de bateria
Sombra

Rainha de bateria
Aline Moraes

Neide Lopes, uma das integrantes da comissão de Carnaval da escola, que ainda contou com Paulo Brasil, Carlinhos Lopes e Márcio Gonçalves, detalhou para os leitores do portal SRzd a história que pretendiam contar na Avenida.

Trata-se de uma lenda indígena que conta a lenda do sol e da lua que deu origem do Rio Amazonas. O tema já era um desejo antigo dela e de Carlinhos. A estética que proporciona, foi um diferencial para que a Mocidade apostasse outra vez num Carnaval como esse perfil. Assista:

Cada vez mais técnico e disputado, o concurso das escolas de samba de São Paulo revelou, em 2018, curiosidades.

Sob um regulamento mais benevolente aos erros acusados na pista de desfiles, a paridade entre as agremiações, nas suas respectivas pontuações, era algo previsível. E assim foi.

Diante do quádruplo empate nas primeiras colocações, é possível identificar o que faltou para a Mocidade levar mais uma taça? Não: o sorteio dos quesitos de desempate deu essa resposta.

Dos nove itens julgados, em todos eles, a escola conquistou a nota máxima, assim como a campeã Acadêmicos do Tatuapé. Apenas uma nota que não dez, lhe foi dada: um 9,9 em fantasia, enquanto a Tatuapé recebeu a mesma nota, só que em samba-enredo.

Porém, por imposição do sorteio feito horas antes da apuração das notas, o quesito fantasia acabou tenho peso maior do que samba-enredo, tirando a chance da agremiação faturar seu décimo primeiro título. Assim, tão perto de chegar ao topo outra vez, a Mocidade veio para a Avenida em 2019. E de cara, com um grande reforço.

Igor Sorriso, voltou para o terreiro vermelho, verde e branco. O cantor assumiu novamente o comando do carro de som da “Morada”, cargo que ocupou com brilhantismo e destaque por três temporadas, em 2014, 2015 e 2016.

Igor despediu-se da Unidos de Vila Isabel e substituiu Tiganá, voz da Mocidade ao lado de Ito Melodia nos dois últimos anos.

A decisão por trabalhar apenas na capital paulista faz com que ele interrompa, temporariamente, a trajetória que começou a construir no Carnaval carioca, em 2010, ao estrear na São Clemente. Na “Terra da Garoa”, já foi intérprete da Acadêmicos do Tucuruvi, em 2013.

Ele comandou o canto ao puxar os versos da obra criada por Biro Biro, Turko, Gui Cruz, Maradona, Imperial, Portuga, Rafael Falanga, Rodrigo Minuetto e Vitor Gabriel. O samba foi acompanhado pela sempre forte bateria de mestre de Sombra, que arriscou diversas convenções ao longo da travessia.

Tudo isso contribuiu para um início avassalador, com uma “cabeça” de desfile impactante, colorida e cheia de elementos, além do belo trabalho desenvolvido pela comissão de frente e o primeiro casal.

O bom gosto de figurinos e carros foi a tônica na sequência do conjunto, bastante equilibrado, mas a partir dos 40 minutos a escola acelerou o passo e cometeu erros em sua evolução, além de abrir espaçamentos prejudicando ainda mais o quesito. A tensão ficou evidente no rosto dos diretores, que ainda tentaram contornar outros problemas, como a perda de uma escultura de um boto, e a parte final da bela exibição acabou se tornando uma corrida contra o tempo para cumprir o regulamento.

+ galerias de foto

+ comissão de frente

+ primeiro casal de MSPB

+ alegorias

+ veja o desempenho da escola nos últimos cinco anos

A partir das 14h30 da próxima terça-feira (5), o portal SRzd transmite ao vivo, em parceria com a Rádio Trianon AM 740, a apuração dos desfiles das escolas de samba do Carnaval de São Paulo 2019.

Pelo oitavo ano consecutivo os destaques dos desfiles das escolas de samba da cidade de São Paulo receberão troféu exclusivo, oferecido pelo portal SRzd.

Voto popular e análise da equipe SRzd, que acompanha os bastidores das escolas de samba durante todo o ano; a somatória destes dois levantamentos vai determinar o resultado do Prêmio SRzd Carnaval SP 2019, ação que valoriza a cultura do samba na capital paulista e seus protagonistas. Em caso de empate, prevalece sempre o voto dos profissionais do SRzd.

A votação popular, que estará disponível através de enquete na página da editoria do Carnaval de São Paulo no SRzd, será aberta após o final do último desfile dos Grupos Especial e de Acesso 1. O resultado será divulgado na terça-feira (5), antes da apuração oficial pela Liga Independente das Escolas de Samba. Clique aqui e conheça todas as categorias.

+ confira a ordem completa de desfiles no Anhembi

Grupo Especial

+ Sexta-feira, 1 de março

1ª – 23h15 – Colorado do Brás
2ª – 0h25 – Império de Casa Verde
3ª – 1h35 – Mancha Verde
4ª – 2h45 – Acadêmicos do Tucuruvi
5ª – 3h55 – Acadêmicos do Tatuapé
6ª – 5h05 – X-9 Paulistana
7ª – 6h15 – Tom Maior

+ Sábado, 2 de março

1ª – 22h30 – Águia de Ouro
2ª – 23h20 – Dragões da Real
3ª – 0h30 – Mocidade Alegre
4ª – 1h40 – Vai-Vai
5ª – 2h50 – Rosas de Ouro
6ª – 4h00 – Unidos de Vila Maria
7ª – 5h10 – Gaviões da Fiel

Grupo de Acesso 1

+ Domingo, 3 de março

1ª – 21h – Mocidade Unida da Mooca
2ª – 22h – Independente Tricolor
3ª – 23h – Barroca Zona Sul
4ª – 0h – Nenê de Vila Matilde
5ª – 1h – Leandro de Itaquera
6ª – 2h – Camisa Verde e Branco
7ª – 3h – Unidos do Peruche
8ª – 4h – Pérola Negra

Grupo de Acesso 2

+ Segunda-feira, 4 de março

1ª – 20h – Primeira da Cidade Líder
2ª – 20h50 – Amizade Zona Leste
3ª – 21h40 – Torcida Jovem
4ª – 22h30 – Estrela do Terceiro Milênio
5ª – 23h20 – Unidos de Santa Bárbara
6ª – 0h10 – Tradição Albertinense
7ª – 1h – Uirapuru da Mooca
8ª – 1h50 – Imperador do Ipiranga
9ª – 2h40 – Camisa 12
10ª – 3h30 – Combinados de Sapopemba
11ª – 4h20 – Dom Bosco
12ª – 5h10 – Morro da Casa Verde

+ veja os preços dos ingressos para todos os dias e setores de desfile em SP

Loja Quatro Estações. Foto: Divulgação

Comentários




    gl