‘Lutar para comunidade não perder a motivação’, diz mestre de bateria da Independente Tricolor

Klemen Gioz. Foto: SRzd – Cláudio L. Costa

No dia 14 de outubro, um incêndio atingiu o barracão da escola de samba Independente Tricolor, localizado na Fábrica do Samba II, na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo.

Foi decidido em reunião que contou com a participação de representantes das agremiações do Grupo Especial e de Acesso no dia 22, que a agremiação presidida por Alessandro Oliveira Santana, o Batata, desfilará no Carnaval de 2020.

De acordo com nota emitida pela Liga-SP, a Independente contará com o auxílio de materiais cedidos por coirmãs para tentar reconstruir seu Carnaval, fator que definirá se a entidade terá condições de ser julgada em condição de igualdade com as outras sete escolas que integram o Grupo de Acesso 1.

Em apresentações recentes em vários eventos, a comunidade tricolor está mostrando muito entusiasmo e garra para superar a adversidade. Sobre esta fase onde a motivação é notada não apenas pela diretoria mas por sambistas das coirmãs, o mestre de bateria Klemen Gioz falou sobre o desafio de manter o foco dos integrantes no desfile do próximo ano. Ao SRzd, ele também destacou o entrosamento de seus ritmistas com o samba-enredo e garante um “ritmo contagiante” e um “famoso paradão” para a Avenida.

Assista:

Terceira a desfilar no domingo, dia 23 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo de Acesso 1, a agremiação apresentará no Carnaval 2020 o enredo “Utopia. É preciso acreditar”. O projeto é desenvolvido pelo carnavalesco Fábio Gouveia.

A trilha sonora é de autoria dos compositores Fabiano Melodia, Formiga, Dom Júnior e Rafael Pínah. Clique aqui para ouvir.

Leia também:

+ Reunião define que a Independente Tricolor vai desfilar no Carnaval 2020

Comentários




    gl