Intérpretes estreiam em novas escolas durante evento virtual

Intérpretes estreiam em novas escolas. Foto: Reprodução.

Cinco intérpretes que mudaram de escola após o Carnaval de 2020 fizeram estreias em suas novas agremiações no último final de semana. Em razão da pandemia do novo Coronavírus, as apresentações aconteceram de forma virtual, durante a “Live Solidária” promovida pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo.

A ação, realizada no último domingo (31), contou com a presença de casais de mestres-sala e porta-bandeiras, mestres de bateria e de cantores de 21 entidades, além do grupo SP Ritmo.

O experiente Agnaldo Amaral, que já cantou na Nenê de Vila Matilde, Vai-Vai, Camisa Verde e Branco, Unidos de Vila Maria, Estação Primeira de Mangueira e Barroca Zona Sul, entre outras, assumiu o microfone principal da Tom Maior.

Agnaldo Amaral. Foto: Reprodução.

Pela Leandro de Itaquera, debutaram o paulista Toninho Penteado e o carioca Hudson Luiz. Também compositor, Penteado traz no currículo uma sequência de dez Carnavais como voz oficial da Unidos do Peruche, escola em que venceu concursos de samba-enredo.

Já Hudson, fará sua estreia como intérprete principal em São Paulo. Em sua carreira, que teve início em agremiações mirins do Rio de Janeiro, contabiliza passagens pela Unidos de Lucas, Alegria da Zona Sul, Estácio de Sá, Renascer de Jacarepaguá, Mangueira e Salgueiro, além da Águia de Ouro na capital paulista.

Toninho Penteado e Hudson Luiz. Foto: Reprodução.

No Morro da Casa Verde, o nome que vai conduzir o carro de som próximo ano será de Vagner Mariano dos Santos, mais conhecido como Vaguinho. Ele já defendeu as cores da Unidos da Tijuca, São Clemente, Unidos do Peruche, Mocidade Alegre, Acadêmicos do Tucuruvi, Leandro de Itaquera, Mancha Verde, Vai-Vai, Acadêmicos do Tatuapé e Estrela do Terceiro Milênio.

Vaguinho. Foto: Reprodução.

Após sete anos como voz principal da Tradição Albertinense, Léo do Cavaco, fez sua primeira apresentação oficial pela X-9 Paulistana, onde já assinou sambas e integrou a ala musical.

O cantor iniciou sua história na escola da Parada Inglesa em 1999, atuando como ritmista e participando da ala musical tocando cavaquinho. Em sua carreira, já integrou o time de canto da Rosas de Ouro e Mocidade Alegre.

Leo do Cavaco. Foto: Reprodução.








Comentários




    gl