Intérprete Clovis Pê leva tiro em assalto no Rio de Janeiro

Clóvis Pê. Foto: SRzd

O intérprete Clovis Pê passou por um grande susto na madrugada do último sábado (9) no Rio de Janeiro. Ao sair da quadra da Portela onde se apresentou em um evento, ele foi atingido por um tiro de arma de fogo.

Segundo o cantor, ele estava acompanhado do amigo e músico Rodrigo Nascimento, quando foi surpreendido por uma dupla de motoqueiros que anunciaram um assalto. Clovis foi atingido na região do glúteo direito. Apesar do projétil ter ficado alojado, não foi necessário cirurgia.

Ao SRzd, o intérprete que coleciona passagens por várias escolas – em 39 anos de carreira – como Mangueira, Caprichosos de Pilares, São Clemente, Império Serrano, Paraíso do Tuiuti, Mocidade Alegre e Unidos de Vila Maria, entre outras, disse que está bem e se recupera em casa.

“Chegando em Vaz Lobo, próximo ao Mercado Mundial, havia uma dupla de motoqueiros, parados bem próximo do Radar, que é 50 km/h, faltando uns 20 metros para ultrapassar o radar, o garupa desceu da moto e nos apontou uma pistola. Falei para ele, vão nos assaltar. O Rodrigo e eu ficamos assustados. O Rodrigo Nascimento, acelerou, e o elemento deu um tiro para cima do carro, e quando passamos, deu também na lateral e com isso fui atingido. Estou aparentemente bem, com dor, mas vivo. Mais um para estatística”, afirmou Clovis que faz parte do carro de som da São Clemente e é intérprete da Bonecos Cobiçados em Guaratinguetá.

Ouça o depoimento:

Comentários




    gl