Independente passa com ‘regulamento na mão’ e se credencia para voltar ao Especial

Desfile 2019 da Independente Tricolor. Foto: SRzd – Ana Moura

De olho na volta por cima e buscando retornar para a divisão de elite do samba paulistano, a Independente Tricolor foi a segunda a se apresentar pelo Grupo de Acesso 1 2019 na noite deste domingo (3), no sambódromo do Anhembi.

O tema “Para sempre vou te amar” foi a aposta da vermelha, preta e branca.

Plástica de bom nível e organização, marcas da escola desde sua ascensão no Carnaval de São Paulo, foram as credenciais para colocar a tricolor na briga por uma vaga no Especial.

+ galeria de fotos do desfile da Independente

+ vídeo: largada do desfile 2019 da Independente

Presidente
Batata

Carnavalesco
Leno Vidal

Intérprete
Rafael Pínah

Coreógrafo de comissão de frente
Luiz Romero

1º casal de MSPB
Cley e Jessica

Mestre de bateria
Klemen

Rainha de bateria
Mariana Pedro

A temática deste ano foi oposta a da apresentada em 2018, quando a agremiação cantou o “terror” no sambódromo do Anhembi.

A nova proposta abordou uma história de amor, inspirada livremente no livro “A Divina Comédia”, obra-prima de Dante Alighieri, primeiro e um dos principais escritores italianos, escrita no século XIV.

Embora de difícil compreensão, o enredo propiciou alegorias e figurinos com boa execução e que não complicaram a evolução. Os carros e fantasias não mostraram problemas de acabamento e a agremiação acertou ao apostar em um “desfile de segurança”, com baixa probabilidade de erro. E assim foi.

O Carnaval do Grupo Especial 2018 marcou mais um primeiro novo passo de uma jovem história.

Foi a estreia da escola de samba Independente Tricolor na principal divisão do concurso em São Paulo. Um meteoro. Assim pode ser definida a trajetória desta agremiação. No primeiro ano desta década, ela integrava o Grupo 4 da União das Escolas de Samba Paulistanas, a Uesp, o degrau inicial das entidades carnavalescas na cidade. Subiu, e como.

Acumulou três campeonatos e cinco acessos até chegar na elite. Oriunda da maior torcida organizada do São Paulo Futebol Clube, a Independente carrega atrás de si uma legião de torcedores. Procurando desvincular-se do futebol, busca consolidar-se entre as grandes escolas de samba, e investe.

Seus Carnavais foram marcados pelo uso de materiais refinados e acabamento cuidadoso de alegorias e fantasias, numa crescente. Aspectos que merecem recursos, financeiros sobretudo, para serem viabilizados

O investimento alto, não se restringiu porém, apenas aos desfiles na Avenida. Na Vila Guilherme, bairro da Zona Norte da cidade, fincou sua bandeira e inaugurou na última temporada aquela que é considerada uma das mais modernas quadras de São Paulo. Equipamento gerador de receita e de imposição clara daquilo que pretende dentro do segmento. Nessa caminhada, o tropeço do ano passado está, imagina-se, engasgado na garganta desse povo. E logo depois do revés, mexidas internas.

Marco Aurélio Ruffinn e Leno Vidal assinaram o enredo, no lugar do trio formado por Anderson Rodrigues, André Cezari e Roberto Monteiro. Porém, meses depois do lançamento do enredo 2019, Ruffinn foi desligado pela diretoria. Além do trio de carnavalescos, deixaram a casa tricolor o intérprete, dirigente e compositor Pê Santana, e a porta-bandeira Lenita Magrini. Na comissão de frente, o comando passou para Luiz Romero. Para ser par do mestre-sala Cley Ferreira, foi anunciada Jessica, ao posto de primeira a porta-bandeira.

Em todos esses segmentos específicos, a Independente passou com tranquilidade, regulamento em baixo do braço e desempenho quase que irretocável, exceto por um atropelo entre o casal e a comissão de frente, que ainda concluía sua exibição na torre 6 enquanto o casal aguardava para poder mostrar sua dança aos jurados da cabine em frente.

Quanto ao samba, mudanças. A tricolor se notabilizou por encomendar seus hinos para times de compositores selecionados previamente pela diretoria. A última experiência nesse formato, foi em 2018, com três notas 10 e um 9,8 no quesito. Nesta temporada, no entanto, promoveu eliminatórias e a opção foi pela obra assinada por Rafael Pínah, Fabiano Melodia, Formiga e Dom Junior.

Acompanhado por uma cada vez melhor bateria comandada por mestre Klemen, mesmo não sendo um dos mais elogiados pela crítica no pré-Carnaval, deu conta de dar ao conjunto a sustentação necessária para uma performance que credencia a entidade a brigar por uma das duas vagas na elite nesta terça-feira, quando serão apuradas as notas dadas pelos jurados. Quanto ao tempo, fechou sua passagem pela pista aos 59 minutos.

+ galerias de foto

+ comissão de frente

+ primeiro casal de MSPB

+ alegorias

A partir das 14h30 da próxima terça-feira (5), o portal SRzd transmite ao vivo, em parceria com a Rádio Trianon AM 740, a apuração dos desfiles das escolas de samba do Carnaval de São Paulo 2019.

Pelo oitavo ano consecutivo os destaques dos desfiles das escolas de samba da cidade de São Paulo receberão troféu exclusivo, oferecido pelo portal SRzd.

Voto popular e análise da equipe SRzd, que acompanha os bastidores das escolas de samba durante todo o ano; a somatória destes dois levantamentos vai determinar o resultado do Prêmio SRzd Carnaval SP 2019, ação que valoriza a cultura do samba na capital paulista e seus protagonistas. Em caso de empate, prevalece sempre o voto dos profissionais do SRzd.

A votação popular, que estará disponível através de enquete na página da editoria do Carnaval de São Paulo no SRzd, será aberta após o final do último desfile dos Grupos Especial e de Acesso 1. O resultado será divulgado na terça-feira (5), antes da apuração oficial pela Liga Independente das Escolas de Samba. Clique aqui e conheça todas as categorias.

+ confira a ordem completa de desfiles no Anhembi

Grupo de Acesso 1

+ Domingo, 3 de março

1ª – 21h – Mocidade Unida da Mooca
2ª – 22h – Independente Tricolor
3ª – 23h – Barroca Zona Sul
4ª – 0h – Nenê de Vila Matilde
5ª – 1h – Leandro de Itaquera
6ª – 2h – Camisa Verde e Branco
7ª – 3h – Unidos do Peruche
8ª – 4h – Pérola Negra

Grupo de Acesso 2

+ Segunda-feira, 4 de março

1ª – 20h – Primeira da Cidade Líder
2ª – 20h50 – Amizade Zona Leste
3ª – 21h40 – Torcida Jovem
4ª – 22h30 – Estrela do Terceiro Milênio
5ª – 23h20 – Unidos de Santa Bárbara
6ª – 0h10 – Tradição Albertinense
7ª – 1h – Uirapuru da Mooca
8ª – 1h50 – Imperador do Ipiranga
9ª – 2h40 – Camisa 12
10ª – 3h30 – Combinados de Sapopemba
11ª – 4h20 – Dom Bosco
12ª – 5h10 – Morro da Casa Verde

+ veja os preços dos ingressos para todos os dias e setores de desfile em SP

Loja Quatro Estações. Foto: Divulgação

Comentários




    gl