Ernesto Teixeira relembra erro de jurado e sacode a quadra ao cantar clássico da Gaviões da Fiel

Ernesto Teixeira. Foto: SRzd – Fábio Capeleti

A eterna voz da Fiel.

Assim é conhecido Ernesto Teixeira, intérprete oficial da Gaviões há mais de três décadas e um dos símbolos da “Torcida que Samba”.

Ao SRzd, ele comentou a reedição do enredo; “A saliva do santo e o veneno da serpente”, originalmente apresentado em 1994 e que será apresentado novamente no Carnaval de 2019. O lançamento foi feito durante festa no terreiro alvinegro realizada no último sábado (5).

+ Veja a cobertura completa do evento na Gaviões da Fiel

Ernesto ainda relembrou a tão contestada nota 6 recebida pela escola no quesito melodia, item que compunha a avaliação de samba-enredo naquela época. A justificativa do jurado não coincidia com os versos da letra do samba, um dos mais populares do Carnaval paulistano, ampliando a revolta. E foi justamente esse erro de avaliação que tirou a possibilidade do título para a Gaviões, que ficou com o vice-campeonato.

Após o anúncio, já na madrugada do domingo (6), Ernesto Teixeira levantou o público na quadra preta e branca ao cantar a obra de Grego e Magal, pela primeira vez, como “novo” hino oficial da escola. Assista:

 

Comentários




    gl