‘Entenda que o samba também tem o dom de curar’: Godoi e parceiros vencem disputa na Rosas de Ouro

Final de samba da Rosas de Ouro. Foto: Reprodução.

“Entenda que o samba também tem o dom de curar”.

Essa é uma das mensagens do samba-enredo da Sociedade Rosas de Ouro para o Carnaval 2021. A escolha aconteceu na noite desta sexta-feira (25), através de live transmitida nas redes sociais. Palco do evento, a quadra recebeu público, de acordo com protocolos do decreto de número 59.744 relacionado a prevenção da Covid-19.

Godoi, Luciano Godoi, Diego Nicolau, André Ricardo, Marcelo Adnet, Douglas Chocolate, Jacopetti, Cacá Mascarenhas, Liso, Antonio Júnior, Hudson Luiz e Andréia Araújo, são os compositores que vão assinar a trilha sonora do enredo “Sanitatem”. O projeto será desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Menezes, estreante na azul e rosa.

Ouça o samba:

Confira a letra:

A BÊNÇÃO, MEU VELHO
MEU VELHO, OBALUAÊ
NO SEU XAXARÁ, A CURA
NA PALHA, O SEU PODER
VISTO AZUL E ROSA
EVOCO OS ANCESTRAIS
PEÇO PROTEÇÃO
COMEÇAM RITUAIS…
COURO DO TAMBOR, CORAÇÃO XAMÃ
ÁGUA DO RIO, PURIFICAÇÃO
É FOGO QUE O TEMPO NÃO APAGA
ATABAQUE DE CRIOULO, REZADEIRA NA SENZALA

DANÇA, PAJÉ… É MAGIA DA FLORESTA
DEIXA GIRAR… O POVO DE ARUANDA
AMÉM, PRO SANTO LOUVAR
CANTA ROSEIRA, DEIXA A FÉ TE GUIAR

APAGO A LUZ E ACENDO VELA PRA SAUDAR
DOBRO OS JOELHOS E ME CURVO PARA O PAI
PAI DE TANTAS FACES E CAMINHOS
EM TUAS MÃOS, ENTREGO O MEU DESTINO
DEUS ONIPOTENTE, ONIPRESENTE, SALVADOR
FAÇO MINHAS PRECES AO SENHOR
LONGE DE MIM TER SUA FORÇA E PODER
SUA CIÊNCIA, INTELIGÊNCIA MILENAR
O POVO CANTANDO EM ORAÇÃO
A ALMA E O BRILHO NO OLHAR
ENTENDA QUE O SAMBA TAMBÉM TEM O DOM DE CURAR

VEM CELEBRAR, É FESTA NO TERREIRO
TEM IDENTIDADE, MEU BATUQUE CURANDEIRO
SAUDADE DE TE ABRAÇAR
ROSAS, A MAIS LINDA FLOR
NUM GESTO DE AMOR

A composição chamou a atenção dos sambistas desde a divulgação da gravação na voz do levantador de toadas do Boi-Bumbá Caprichoso, David Assayag. A obra também contou com uma versão acústica, com o cantor se apresentando em frente ao Teatro Amazonas, na cidade de Manaus.

A transmissão apresentada por José Silva contou o show inicial da “Bateria com Identidade”, comandada pelo mestre Rafael Oliveira e ala musical, ainda sem a presença do seu intérprete principal, Royce do Cavaco, além da presença da rainha de bateria Ana Beatriz Godoi.

Final de samba da Rosas de Ouro. Foto: Reprodução.

Neste ano, a Roseira recebeu 21 sambas concorrentes. As obras passaram por duas etapas antes da final. A comissão julgadora foi formada por integrantes de diferentes departamentos da escola indicados pela diretoria.

Após o recebimento das composições, a agremiação divulgou um comunicado a respeito da utilização ou não do samba vencedor em seu próximo desfile: “Em caso de cancelamento dos desfiles de Carnaval de 2021, por conta da pandemia do Coronavírus ou não, cabe exclusivamente à Sociedade Rosas de Ouro o direito de decidir o que será feito com a obra vencedora. Podendo ou não ser reaproveitada para o próximo desfile”.

Final realizada na quadra da escola

No palco da quadra social da “Roseira”, cada time teve o direito de uma passagem do samba com a marcação e cordas e quatro passagens acompanhadas do ritmo da bateria.

O primeiro grupo de compositores a se apresentar foi o do “Samba 2”, de autoria de Tonn Queiroz e Renato Machado. O intérprete da Dragões da Real, Renê Sobral, foi a voz principal. Durante parte da exibição, o som da live apresentou problemas, prejudicando a assimilação do público que acompanhava na internet.

Apresentação do samba 2 na final da Rosas de Outo. Foto: Reprodução.

Carlos Junior, da Império de Casa Verde, em São Paulo e da Paraíso do Tuiuti, no Rio de Janeiro; Hudson Luiz, da Unidos de Vila Isabel, no Rio de Janeiro e da Águia de Ouro, em São Paulo; e Hudson Luiz, da Leandro de Itaquera interpretaram a parceria do “Samba 9”, composta por Godoi, Luciano Godoi, Diego Nicolau, André Ricardo, Marcelo Adnet, Douglas Chocolate, Jacopetti, Cacá Mascarenhas, Liso, Antonio Júnior, Hudson Luiz e Andréia Araújo.

Apresentação do samba 9 na final da Rosas de Outo. Foto: Reprodução.

A terceira canção a ser reproduzida foi o “Samba 7” de Bruno Galasso, Marcio André, Jairo Roizen, Vaguinho, Sukatinha, Luan, Filosofia Nando, Rodrigo Alves, Claudio Mattos e Thiago Meiners. A composição foi cantada por Igor Sorriso, da Mocidade Alegre; Chitão Martins, da Colorado do Brás; e Rodrigo Xará, da Dom Bosco de Itaquera.

Apresentação do samba 7 da Rosas. Foto: Reprodução.

O último grupo de compositores a subir no palco foi o “Samba 20” de Rafael Falanga, Gui Cruz, Vitor Gabriel, Portuga, Imperial, Luciano Rosa, Reinaldo Marques, Marçal e Willian Tadeu, que foi defendido pelo intérprete Gilsinho, da Portela, no Rio de Janeiro.

Apresentação do samba 20 da Rosas de Ouro. Foto: Reprodução.

Resenha Pós Final

Após a escolha do novo hino da “Roseira”, o SRzd promoveu uma live em suas redes sociais para repercutir a final.

Assista:










Comentários

 




    gl