Em encontro inédito no Anhembi, sambistas de escolas tradicionais relembram histórias e projetam futuro

Peruche, Camisa Verde, Nenê e Vai-Vai no Anhembi. Foto: SRzd – Fausto D’Império

No último sábado (18) quatro agremiações realizaram seus ensaios técnicos gerais rumo ao Carnaval 2020, no Sambódromo do Anhembi. Unidos do Peruche, Camisa Verde e Branco, Nenê de Vila Matilde e Vai-Vai simularam seus desfiles em um mesmo dia pela primeira vez na história. O inédito encontro foi um dos assuntos mais comentados da semana.

Apesar da tradição e de contabilizar 40 títulos, todas esses pavilhões estão estão fora da elite do samba paulistano. Peruche está Grupo de Acesso 2, enquanto Camisa Verde, Nenê e Vai-Vai disputam o Grupo de Acesso 1.

Nos bastidores dos ensaios, a repórter do SRzd, Adriana Gomes conversou com os componentes das entidades para relembrar inesquecíveis desfiles e ouvir dos componentes o que eles projetam para o futuro destas agremiações.

Bernadete, componente há 30 anos da “Filial do Samba” e integrante da ala musical, espera que as grandes escolas “voltem ao lugar merecido”. Confira:

A velha guarda da Camisa Verde e Branco pede para que os novos sambistas mantenham o amor pelo pavilhão. O casal “Soberano”, Gabi e Vivi, expressaram a emoção de serem homenageados pela escolas do coração.

Componente da Nenê de Vila Matilde, Bernardo Oliveira Cruz Neto destacou que os sambistas precisam sempre valorizar os ancestrais que lutaram pelo samba paulistano. Assista:

Em sua fala, Thobias da Vai-Vai, presidente de honra da agremiação, cobrou profissionalização dos dirigentes das escolas tradicionais. Assista:

Comentários




    gl