Critério de julgamento, queda de componentes e plástica para o Carnaval 2020: Solange Cruz responde internautas

“Alô, Alô Carnaval” no Sponta Pizza Bar do Hotel Ibis São Paulo Barra Funda. Foto: SRzd

Dez vezes campeã do Grupo Especial paulistano, a Mocidade Alegre apresentará no Carnaval de 2020, o enredo “Do Canto das Yabás, Renasce uma nova Morada”, que será desenvolvido pelos carnavalescos Edson Pereira, Paulo Brasil e Márcio Gonçalves.

Na noite da última segunda-feira (13), a presidente da escola, Solange Cruz, participou do programa “Alô, Alô Carnaval”, que foi transmitido ao vivo diretamente do Sponta Pizza Bar do Hotel Ibis São Paulo Barra Funda, e comandado pela equipe do SRzd.

Durante a transmissão, os internautas interagiram enviando comentários e questionamentos para a líder da agremiação do bairro do Limão. Confira algumas das perguntas:




– Qual o diferencial da Mocidade Alegre para este Carnaval?
– Qual a plástica a Mocidade Alegre vai apresentar neste ano?
– As escolas oriundas de torcida de futebol podem dominar o Carnaval?
– O que achou do rebaixamento da Vai-Vai?
– A Mocidade Alegre já tem enredo para 2021?
– Qual quesito acrescentaria no Carnaval de São Paulo?
– Já pensou e reeditar um samba-enredo da escola?
– Como as escolas analisam a queda de componentes?
– Critério engessado limita a criatividade?
– Solange pensa em se candidatar a um cargo público?

Para conferir as respostas destas e outras questões, assista ao vídeo com entrevista na íntegra:




O samba-enredo que vai embalar o quarto desfile da noite de sábado, 22 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi é de autoria de Biro Biro, Fabio Souza, Luis Jorge, Maradona, Rafa doCavaco, Ratinho, Silas Augusto, Turko e Zé Paulo Sierra. Clique aqui para ouvir.

+ Clique na foto para ver em tamanho ampliado:







Comentários




    gl