Combinados de Sapopemba: carnavalesco revela detalhes do enredo sobre Almir Guineto

Almir Guineto. Foto: Reprodução de Internet

Almir Guineto. Foto: Reprodução de Internet

Considerado como um dos maiores representantes do samba de raiz, Almir Guineto, que morreu aos 70 anos de idade no dia 5 de maio de 2017 no Rio de Janeiro, vítima de complicações renais causadas pelo diabetes, será homenageado no Carnaval de 2020 pela escola de samba paulistana Combinados de Sapopemba, que integra o Grupo Especial de Bairros.

Após a notícia ser divulgada nesta segunda-feira (29) no SRzd, a repercussão do enredo – cujo título oficial é  “Almir Guineto – Deixe de lado esse baixo astral… erga a cabeça enfrente o mal” –  foi enorme nas redes sociais.

Em conversa com o SRzd,  o carnavalesco Léo Santos explicou que o desfile irá exaltar a trajetória do sambista, compositor e cantor carioca que foi um dos maiores representantes do samba de raiz.

“A ideia surgiu através de um sonho antigo de um mestre-sala da própria escola que é conhecido da família do Almir Guineto. Achamos que esse seria o momento de transformar esse sonho em um grande espetáculo”, disse Léo.

Os desfiles do Grupo Especial de Bairros acontecem no domingo e segunda-feira de Carnaval. A ordem das apresentações será definida pela União das Escolas de Samba Paulistanas (Uesp).

No Carnaval de 2019 a escola de samba Combinados de Sapopemba ficou na décima segunda colocação do Grupo de Acesso 2 em São Paulo. Com o resultado, a agremiação que apresentou no Anhembi o enredo “A bença minha mãe baiana” na segunda-feira, dia 4 de março, foi rebaixada para o Grupo Especial de Bairros.

– Veja fotos do desfile

– Assista ao vídeo com imagens do início do desfile

Comentários




    gl