‘Carregada de axé’, Mocidade Alegre acerta no conjunto visual

Desfile 2020 da Mocidade Alegre. Foto- SRzd – Cesar R. Santos

+ Vídeo: largada do desfile da Mocidade Alegre

Comissão de frente

Casal de mestre-sala e porta-bandeira

Alegorias

Musas

+ Vídeo: Entrevistas na dispersão da Mocidade Alegre

A Mocidade Alegre terminou seu desfile com 64 minutos.

Presidente
Solange Cruz Bichara Rezende

Carnavalescos
Edson Pereira, Paulo Brasil e Márcio Gonçalves

Intérprete
Igor Sorriso

Coreógrafo de comissão de frente
Jhean Allex

1º casal de MSPB
Uilian Cesário e Karina Zamparolli

Mestre de bateria
Sombra

Rainha de bateria
Aline Oliveira

“Do Canto das Yabás, Renasce uma nova Morada”

Ao ver o que a humanidade tem feito no planeta, Olorum – o Criador do Universo, fica muito decepcionado: caos, destruição, desrespeito à natureza e ao próximo… E resolve desistir, deixando que o homem se destrua e destrua a própria Terra.

Obatalá, criador do ser humano, é tomado pela compaixão e elabora uma estratégia para salvar a humanidade e o planeta: ele sabe que a única coisa que pode acalmar a ira de Olorum é o canto das yabás (orixás femininos). Desta feita, ele faz nascer, na África – onde a humanidade se iniciou – uma menina que será iniciada no culto a essas deusas que regem as forças femininas da natureza.

Obedecendo à liturgia ancestral, com a permissão de Exu, o orixá da comunicação, a menina foi oferecida primeiro à iniciação de Yemanjá, pois a rainha do mar é a mãe de todas as cabeças. E seguiram-se os ensinamentos, de Oxum – a deusa do amor, Oyá – rainha dos ventos e tempestades, Ewá – regente da intuição, Obá – governadora da coragem e Nanã – A guardiã da sabedoria.

Os saberes e o cantar dessas deusas tornaram a menina apta a compreender a importância de se respeitar as forças da natureza. Seu saber se compartilhou com a humanidade. O canto de respeito à natureza e ao sagrado reconectou à humanidade com o céu, sensibilizando Olorum, que voltou a enviar a bênção da vida e do bem-estar ao planeta, que ressurgiu como um santuário.

Um grande ritual marca esse perdão de Olorum, que recebe, como oferenda dos sambistas do Bairro do Limão, a própria Mocidade Alegre, celebrando sua felicidade, sua emoção e sua vida!

 

Pelo nono ano consecutivo, os destaques dos desfiles das escolas de samba da cidade de São Paulo receberão troféu exclusivo, oferecido pelo portal SRzd.

Voto popular, imprensa especializada e análise da equipe SRzd, que acompanha os bastidores das escolas de samba durante todo o ano; a somatória destes três levantamentos vai determinar o resultado do Prêmio SRzd Carnaval SP 2020, ação que valoriza a cultura do samba na capital paulista e seus protagonistas. Em caso de empate, prevalece sempre o voto dos profissionais do SRzd.

A votação popular, que estará disponível através de enquete na página da editoria do Carnaval de São Paulo no SRzd, será aberta após o final do último desfile dos Grupos Especial e de Acesso 1. O resultado será divulgado na terça-feira (25), antes da apuração oficial pela Liga Independente das Escolas de Samba. Clique aqui e conheça todas as categorias.

Comentários




    gl