Carlinhos Brown será enredo no Carnaval de 2020

Carlinhos Brown. Foto: Reprodução internet

Em busca do título do Grupo de Acesso 1 no Carnaval de São Paulo de 2020 e da volta para a divisão de elite do samba paulistano, a tradicional Camisa Verde e Branco levará para Avenida em seu próximo desfile uma homenagem ao cantor baiano Antônio Carlos Santos de Freitas, o Carlinhos Brown.

“AJAYÖ CARLINHOS BROWN CANDOMBLÉSS TAMBORES E BATUQUES ANCESTRAIS” é o título oficial do enredo que será desenvolvido pelo carnavalesco Claudio Cavalcante, o Cebola, que fará sua estreia na agremiação da Barra Funda. A informação foi divulgada pelo site “Famosando” e confirmada pelo SRzd com a direção da escola, que desfilará no domingo, dia 23 de fevereiro, no sambódromo do Anhembi.

“Fiquei muito feliz pelo Carlinhos aceitar nosso convite. Temos a convicção de que, com a força da nossa comunidade, faremos uma linda homenagem e um grandioso desfile”, disse ao SRzd a presidente da escola, Érica Ferro.

Além de cantor, compositor e agitador cultural, Brown, que integra a banca de jurados do reality show “The Voice Brasil”, exibido pela Rede Globo, atuou como percussionista de grandes nomes da música popular brasileira, como João Gilberto, Djavan e João Bosco, com quem realizou algumas turnês mundiais. Em 1991, reinventou a sonoridade do timbau e fundou a Timbalada.

Com mais de 200 composições suas regravadas por outros artistas, Carlinhos Brown foi considerado, em 2008, o segundo maior arrecadador de direitos autorais em shows no Brasil, ficando atrás apenas de Chico Buarque, segundo o ranking do ECAD. Algumas de suas canções que fizeram sucesso na voz de grandes intérpretes incluem “Rapunzel”, com Daniela Mercury; “E.C.T.”, com Cássia Eller; “Uma Brasileira”, com Os Paralamas do Sucesso; “Dalila”, com Ivete Sangalo; “Muito Obrigado Axé”, com Maria Bethânia e muitas outras.

Também faz parte de sua carreira, entre diversas ações sociais, eventos ligados a artes plásticas e ambientalismo, a criação do projeto “Tribalistas” em parceria com os amigos Marisa Monte e Arnaldo Antunes e a fundação da Associação “Pracatum Ação Social”, projeto social para oferecer cursos de idiomas, moda, reciclagem, oficinas de dança e escola infantil.

“Os tambores do Carnaval pedem paz Ajayo Carlinhos Brown. A sonoridade e seus batuques ganharam o mundo. Hoje, com seu trio elétrico, Direto do Farol da Barra, deságua no Anhembi”, declarou Cebola.

Logotipo do enredo da Camisa Verde e Branco para o Carnaval de 2020. Foto: Divulgação
Logotipo do enredo da Camisa Verde e Branco para o Carnaval de 2020. Foto: Divulgação

Mudanças no elenco da Camisa Verde e Branco

Além da contratação de Cebola, a direção do “Trevo” já havia anunciado  a renovação de contrato do intérprete Tiganá e do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira Gabriel Vullen e Joice Cristina Brito Prado, além de confirmar o nome de Roberto Mafra no comando de sua comissão de frente.

No último Carnaval, a Camisa Verde e Branco ficou em 6º lugar no Grupo de Acesso 1 com o enredo: “Orin, Orin. Uma viagem sem fim. Quando os tambores ecoam na floresta, a Barra Funda está em festa”. Relembre o desfile.

Comentários




    gl