Bloco Soviético anuncia o fim; divisão política no Brasil e risco físico

Bloco Soviético. Foto: Reprodução

O Bloco Soviético, um famoso bloco do Carnaval de Rua de São Paulo, anunciou nesta semana o fim das suas atividades.

O grupo, segundo a própria definição, “ria de questões da nossa política” com paródias e “comentava acontecimentos políticos”, decidiu colocar um fim em sua história. O motivo; o cenário de divisão política que tomou conta do País desde as eleições presidenciais de 2018.

“É hora de sair de cena e partir para Cuba, onde a esquerda é mais feliz”, diz um trecho do comunicado do Bloco Soviético, que festejava o Carnaval pelas ruas da Região Central da capital paulista.

O grupo que “brincava de comunismo recreativo” levou mais de 20 mil pessoas em seu desfile de 2017, quando homenageou os 100 anos da Revolução Russa.

“Um desfile do nosso bloco a partir de agora, mesmo que clandestinamente, acabaria atraindo atenções sem espírito carnavalesco, colocando em risco físico integrantes e foliões, o que seria uma temeridade e, no limite, uma irresponsabilidade”, justificou a agremiação.

Comentários




mais notícias

    gl