Alegando divergências, Alexandre Louzada deixa Unidos de Vila Maria

Alexandre Louzada. Foto: SRzd

Alexandre de Mendonça Louzada não é mais carnavalesco da escola de samba paulistana Unidos de Vila Maria. A informação foi dada pelo próprio artista nesta terça-feira (30) em publicação feita em sua página no Facebook.

No texto, Louzada faz agradecimentos para a comunidade e ressalta que divergências sobre a condução do projeto para o Carnaval de 2020 motivaram sua decisão de sair da agremiação em que atuou em 2016 e 2019.

“Venho mui respeitosamente comunicar à todos os segmentos da Unidos de Vila Maria o meu desligamento como carnavalesco da escola, motivado por divergências de ponto de vista sobre a condução do projeto do carnaval de 2020. Quero desejar os votos de sucesso a todos que seguem nessa empreitada e que é de foro íntimo, as razões que me levaram à essa decisão. Deixo meu abraço e carinho a comunidade da ‘Vila mais famosa’ e ao Carnaval paulistano, o meu eterno agradecimento”, escreveu o profissional que no próximo ano assinará o desfile da Beija-Flor no Carnaval do Rio de Janeiro.

Procurada pelo SRzd, a assessoria de comunicação da Vila Maria confirmou o desligamento, mas não entrou em detalhes sobre o assunto.

No Carnaval de 2019, quando a Vila Maria ficou na quarta colocação ao apresentar o enredo “Nas asas do grande pássaro, o vôo da Vila ao Império do Sol”, Louzada desenvolveu o desfile ao lado do carnavalesco Cristiano Bara, que até o momento, está confirmado como carnavalesco para 2020.

Em busca do inédito título no Grupo Especial no Carnaval de São Paulo, a Vila Maria será a sexta escola a se apresentar no sábado, dia 22 de fevereiro, no Anhembi, com o enredo “China: o sonho de um povo embala o samba e faz a Vila sonhar”. Clique aqui para a ler a sinopse.

Leia também:

– Unidos de Vila Maria anuncia novo diretor geral de harmonia

– Delegação da Unidos de Vila Maria visita China para pesquisa sobre enredo 2020

Comentários




    gl