Unidos de Bangu tem nova composição na direção geral de harmonia

Rodrigo Pretto, Alexandre Carlos e Luis Cláudio. Foto: Divulgação

Rodrigo Pretto, Alexandre Carlos e Luis Cláudio. Foto: Divulgação

A escola de samba Unidos de Bangu já trabalha na produção de seu desfile no Carnaval de 2020. Buscando fortalecer seus segmentos, a diretoria confirmou três nomes para o comando de sua direção geral de harmonia: Alexandre Carlos, Luis Cláudio e Rodrigo Pretto.

“É uma honra poder contar com esses dois grandes profissionais (Rodrigo Pretto e Luis Cláudio) na nossa equipe, porque aprendemos um com os outros a cada dia. Além de serem reconhecidos no segmento, eles têm o carinho da comunidade e são sempre bem-vindos”, destaca Alexandre Carlos, que estava na direção geral de harmonia no último Carnaval e está renovado para 2020.

+ Fique por dentro da ‘Dança das Cadeiras’ do Carnaval 2020

Rodrigo Pretto já integrava o time de harmonia da Unidos de Bangu desde 2018, quando a escola abriu e permaneceu na Série A com o enredo “A travessia da Calunga Grande e a Nobreza Negra do Brasil”. Com passagens por Beija-Flor, Tradição, Mocidade, Grande Rio, Império Serrano, dentre outras, ele agradece o convite e promete empenho no trabalho a ser desenvolvido: “É a realização de um sonho fazer parte de uma escola tão tradicional quanto a Unidos de Bangu. Sou grato a toda diretoria pela confiança e estou feliz em poder trabalhar com grandes amigos, como o Alexandre Carlos e o Luis Cláudio. Posso garantir que teremos muita dedicação e comprometimento à mais antiga escola da Zona Oeste”.

Outro conhecido da agremiação é Luis Cláudio. Membro do departamento de Carnaval na elaboração do enredo “Do ventre da terra, raízes para o mundo”, ele agora assume uma nova função na Unidos de Bangu. A confiança, é claro, motiva-o a seguir em frente.

“Fiquei feliz com o convite em poder dar continuidade no trabalho realizado na escola, agora na direção geral de harmonia. Estamos motivados em fazer mais um belo projeto e conquistar voos maiores”, ressalta Luis, que também já trabalhou na União do Parque Curicica, Caprichosos de Pilares, Salgueiro, Grande Rio e Unidos da Tamandaré-SP.

Oitava colocada na Série A no último desfile, a Unidos de Bangu levará para a Avenida no próximo ano o enredo “Memórias de um Griô: a diáspora africana numa idade nada moderna e muito menos contemporânea”, que será desenvolvido pelos carnavalescos Guilherme Diniz e Rodrigo Marques.

Comentários




    gl