União! Diretores de escolas da Série A se ajudam em mutirão nos barracões das agremiações

Diretores de escolas da Série A em mutirão nos barracões. Foto: Divulgação

O feriado da Consciência Negra (20) foi de muito trabalho nos barracões da Série A. Liderado pelo carnavalesco Cahê Rodrigues, que convocou a comunidade para limpar o galpão de alegorias da Santa Cruz, um mutirão reuniu sambistas dispostos a ajudar os barracões das escolas do acesso.

Diretores de diversas agremiações decidiram aderir ao movimento e ‘arregaçaram as mangas’ nos galpões espalhados pela Zona Portuária do Rio. Barracões de Porto da Pedra, Santa Cruz e Vigário Geral, além da Em Cima da Hora, da Série B, foram movimentados e organizados no mutirão.

Estado dos barracões da Série A. Foto: DIvulgação

Fábio Montibelo, presidente da Porto da Pedra, falou sobre a importância da união entre coirmãs no momento de extrema dificuldade em que se encontram as escolas da Série A.

“Mesmo com o corte da verba da prefeitura do Rio e do descaso da prefeitura de São Gonçalo, nossa escola continua unida e forte. A Porto da Pedra representa a cultura desse município. A nossa intenção é que a população de São Gonçalo tenha acesso a nossa quadra, aos ensaios de rua, mas precisamos da ajuda do poder público para que essa cultura chegue em nossa comunidade. Infelizmente, estamos abandonados. É preciso nos unir às escolas que estão sendo abandonadas pela prefeitura do Rio.”

Integrantes de escolas da Série A em mutirão nos barracões. Foto: Divulgação

Comentários




    gl