SRzd transmite bastidores da plenária da Liesa desta quarta que pode ‘desvirar a mesa’

Dirigentes do Grupo Especial em reunião plenária da Liesa que determinou virada de mesa. Foto: Reprodução/TV Globo

A noite desta quarta-feira (10) pode marcar outra grande reviravolta no Carnaval 2019 – sim, ele ainda não acabou. Dirigentes das agremiações do Grupo Especial voltam a se reunir, às 19 horas, na sede da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), no centro do Rio, para discutir, mais uma vez, o caso ‘virada de mesa’. A equipe do SRzd estará ao vivo no local, a partir das 18 horas, e transmite via Facebook todos os bastidores da reunião, desde a chegada dos presidentes até o fim da assembleia.

A tendência é que o resultado da reunião seja diferente da plenária do dia 3 de junho, que anulou o rebaixamento da Imperatriz. Com a mudança de voto de três escolas – Tijuca, Tuiuti e Ilha -, que antes apoiavam a virada e agora não mais, a maioria das agremiações está favorável à manutenção do resultado da apuração e à queda da verde e branco para a Série A.

Desfile Imperatriz 2019. Foto: Leandro Milton/SRzd

Para evitar a ‘desvirada’ e o iminente rebaixamento, a Imperatriz entrou com uma liminar na justiça para cancelar a reunião desta quarta (10), ao alegar que Jorge Castanheira, por ter renunciado à presidência da Liesa, não poderia convocar nova assembleia. Na noite desta terça-feira (9), a juíza Priscila Fernandes Miranda Botelho da Ponte, da 3ª Vara Cível da Capital, negou o pedido.

A plenária também discutirá os rumos da presidência da Liesa. Com a renúncia de Castanheira, o vice-presidente Zacarias de Oliveira deverá ser empossado e convocará novas eleições. Rodrigo Pacheco, vice-presidente da Mocidade Independente, foi o primeiro a lançar oficialmente candidatura ao pleito. Nos bastidores, comenta-se que Fernando Fernandes (presidente da Vila Isabel), Regina Celi (ex-presidente do Salgueiro) e Renato Thor (presidente do Tuiuti) também podem concorrer.

+ Rodrigo Pacheco quer ser presidente da Liesa: ‘Hora de um trabalho jovem. Ficamos parados no tempo’

Comentários




    gl