Riotur cancela seletiva desta sexta-feira da Corte do Carnaval 2019

Concurso elegerá Rei Momo, Rainha e duas Princesas para folia de 2020. Foto: Alexandre Macieira/Riotur

Programado para esta sexta-feira (21), a primeira etapa do concurso de Rei e Rainha do Carnaval do Rio de Janeiro de 2019 não acontecerá mais. O motivo é a falta de autorização do Corpo de Bombeiros. A Riotur, que organiza o evento, emitiu nota oficial comunicando o público do cancelamento do evento:

“A Riotur informa o adiamento da seletiva do concurso de Rei Momo e Rainha do Carnaval Rio 2019, que aconteceria esta noite (21/12) na Cidade do Samba, em função da ausência, até o momento, das autorizações do Corpo de Bombeiros, requisitadas na última terça-feira. Em breve, anunciaremos o local e a nova data do evento.”

Trinta e quatro candidatos disputariam a semifinal do concurso que eleje a Corte na Cidade do Samba, a partir das 19h. O evento, promovido pela Prefeitura do Rio, está em sua 51ª edição e conta com 18 mulheres e 16 homens concorrendo. Uma nova data para a seletiva será marcada. A final está prevista para a próxima quinta-feira (27).

Tradição

O evento Rei Momo do Rio teve origem no Carnaval de 1933, com o boneco de papelão criado por jornalistas do então jornal A Noite, apresentado ao povo na escadaria do Theatro Municipal, na Cinelândia. No ano seguinte, o grupo decidiu promover um concurso para eleger alguém que realmente representasse a figura momesca. O escolhido foi o jornalista e cronista de turfe Moraes Cardoso que, com as características de Momo, reinou absoluto por 15 anos. Depois vieram Abrão Reis, Edson Santana, Reinaldo Carvalho (o “Bola”) e tantos outros que fizeram história. Engrandecendo o evento, em 1950 foi agregado ao concurso o título de Rainha do Carnaval Carioca, começando com Elvira Pagã, vedete do teatro rebolado.

Corte do Carnaval carioca de 2018. Foto: Eduardo Trinta
Corte do Carnaval carioca de 2018. Foto: Eduardo Trinta

Comentários




    gl