Portela decide mudar fantasia após repercussão negativa

Portela 2023. Foto: Divulgação

Após a divulgação de fotos das fantasias das alas comerciais, a Portela vai alterar uma das vestimentas diante da repercussão negativa nas redes sociais. Intitulada como “Macunaíma, herói de nossa gente”, a fantasia apresenta um chapéu com rosto e corpo pretos, mas com lábios e mãos brancos.

Muitos internautas consideraram racista e que a roupa remete a um “black face”, que é quando pessoas brancas se pintam ou se fantasiam como negros. A cantora portelense Teresa Cristina foi uma das que se manifestou. “Estou CHOCADA com o absurdo dessa fantasia racista e HORROROSA! Esse casal de carnavalescos tem a obrigação de respeitar uma Escola como a Portela! Isso é um horror!! Um absurdo! E vcs ainda tem a CORAGEM de postar uma coisa dessas. A Portela não merece isso!”, escreveu a artista.


Leia também:

+ São Clemente tem dia especial e revelação de semelhança com enredo histórico

+ Letícia Guimarães assume posto de Rainha com presença de David Brazil


A seguidora Desirée Santos questionou a escola sobre o que teria acontecido. “Logo no ano do centenário a escola coloca fantasia racista na avenida? Portela, o que houve com você, o que essa escola está se tornando? Paulo da Portela chora ao ver a majestade do carnaval dando palco pra quem já deixou de entender o carnaval com todo respeito os carnavalescos ‘consagrados’ que vocês escolheram; não entendem nada de preto só de $$$”, disse.

O usuário Raphael Gomes também foi outro que criticou a agremiação. “Erros seguidos de erros. Uma pobreza estética e de materiais inexplicável!! E essa fantasia de Macunaíma é equivocada em TODOS os níveis possíveis. Deviam voltar para os desenhos e rever esse conjunto enquanto dá tempo”, escreveu.

Segundo O Globo, a Portela informou que vai alterar o figurino. “A escola já definiu pela mudança da fantasia. Nós estávamos tratando de um personagem específico, da literatura de Mario de Andrade e do filme de Joaquim Pedro de Andrade numa alusão ao enredo da Portela de 1975. Diante da repercussão negativa, optamos pela alteração na fantasia”, comunicou a agremiação.

No próximo ano, a Portela completa 100 anos de fundação e levará para a Marquês de Sapucaí o enredo O azul que vem do infinito, desenvolvido pelos carnavalescos Renato e Márcia Lage.

Comentários

 




    gl