Luis Carlos Magalhães detalha contratação de casal Lage e fala da expectativa por dupla na Portela

Renato Lage, Márcia Lage e Luis Carlos Magalhães. Foto: Divulgação

Uma das contratações mais badaladas para o próximo Carnaval foi da Portela. A escola trouxe os carnavalescos Renato e Márcia Lage, que fizeram os dois últimos desfiles da Grande Rio. Em entrevista ao SRzd, o presidente Luis Carlos Magalhães contou como foi a negociação com a dupla, que foi apresentada à comunidade portelense em 6 de abril.

“Nós já havíamos feito contato com o Renato lá atrás, não me lembro quando, só que ele tinha acabado assinar com uma escola e ficamos como se tivéssemos um encontro marcado. Até que chegou essa oportunidade. O contrato de dois anos com a Rosa (Magalhães) terminou e nós entendemos que era melhor começar um novo período, e fomos em cima do Renato. Ele tinha alguma coisa já engatilhada (risos). Mas tivemos uma ótima conversa. Ele me acompanhava na época que eu era da crônica carnavalesca. Foi um contato muito agradável”, detalhou Luis Carlos Magalhães.

+ Fique por dentro da ‘Dança das Cadeiras’ do Carnaval 2020

O mandatário da azul e branco também começou a imaginar o que os artistas vão preparar para a parte plástica da agremiação no Carnaval 2020. Segundo Luis Carlos, a expectativa é grande: “Acho que vai ser muito bom para ele, para a esposa e para a Portela. A gente imaginar todas aquelas coisas que ele fez na Mocidade, no Salgueiro… agora a gente vai ver em azul, branco, dourado”.

Questionado sobre a condição financeira não só da Portela como do Carnaval em geral, o presidente ressaltou que a azul e branco corre atrás para conseguir verba e que seu maior patrimônio é sua história.

“Se esse já foi uma incógnita, 2020 será mais ainda. Nós não temos condição de planejar. Precisamos saber quanto e quando vamos ganhar. Agora, essa coisa de carnavalesco caro é muito relativa. Porque tem carnavalesco que é caro, mas faz Carnaval barato. A riqueza da Portela é em tradição e história. Financeiramente, ela é uma escola normal e que tem que produzir seus próprios recursos”, explicou.

Luis Carlos Magalhães discursou na apresentação dos carnavalescos, em 6 de abril, na quadra da Portela. Foto: Divulgação

Comentários




    gl