Liesb repudia ‘atitude criminosa’ da Uber e adia festa de lançamento do CD

Desfiles que acontecem na Terça-feira de Carnaval vão passar na televisão. Foto: Divulgação

Imagina na Intendente. Se a situação está difícil para escolas do Especial e Série A, que dirá para as agremiações das séries B, C, D e E, lideradas pela Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil, Liesb. A entidade, através do presidente Gustavo Barros, entrou no protesto contra a desistência da Uber e a falta de verba da prefeitura e decidiu cancelar a festa de lançamento do CD de sambas-enredo, que aconteceria em 9 de dezembro.

Para a Liesb, a atitude da Uber “além de irresponsável, torna-se criminosa, pois todo o processo do Carnaval já se encontra em fase de execução com planilhas e custos pré-definidos”. A empresa destinaria R$ 2,5 milhões aos desfiles na Zona Norte do Rio. Em 2018, a estrutura da passarela, como arquibancadas, iluminação e sonorização, foi custeada pela companhia de aplicativo.

Veja a nota da Liesb na íntegra:

A Liesb (Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil) vem a público expor e manifestar o que se segue:

Como é de notório conhecimento, o CARNAVAL é muito mais que entretenimento ou uma simples festa anual. O Carnaval e os desfiles das escolas de samba são ferramentas indispensáveis para a economia de todo o estado do Rio de Janeiro. Somos geradores de milhares de empregos, além de responsáveis por uma receita financeira inestimável, que sustenta toda esta cadeia em setores como o hoteleiro, restaurantes, comércio e turismo em geral.

Com toda esta indiscutível contribuição, que ganha maior relevância diante da grave crise em que o estado de encontra, nos causa profundo repúdio a notícia que a empresa UBER não irá cumprir com o compromisso firmado de patrocínio, que é de fundamental importância para a realização do maior evento cultural do Brasil e do Mundo.

Tal atitude, além de irresponsável, torna-se criminosa, pois todo o processo do carnaval já se encontra em fase de execução com planilhas e custos pré-definidos.

Por conta de tamanha instabilidade, a Liesb comunica que a festa de lançamento do CD oficial dos sambas-enredo das séries B, C e D, que aconteceria no próximo dia 9/12, foi adiado, porém ainda sem uma nova data confirmada.

A Liesb continua acreditando no papel da RioTur e no poder público municipal, porém não vamos ceder um milímetro de nossos direitos e representatividade da cultura nacional. Não abandonaremos o samba e enfrentaremos com grande obstinação aqueles que desejam deliberadamente destruir a cultura do nosso povo.

Gustavo Barros
Presidente da Liesb

Leia mais

– Crivella culpa dirigentes pela saída da Uber: ‘Eu busquei patrocínio e as escolas perderam’

– ‘Uber não quer associar sua imagem ao Carnaval’, explica vice-presidente da Mocidade

Comentários




    gl