Jurados de comissão criticaram tamanho ‘excessivo’ dos tripés de Viradouro e Vila Isabel

Desfile Vila Isabel 2020 Foto: Juliana Dias/SRzd

Duas das melhores comissões de frente de 2020, Viradouro e Vila Isabel foram penalizadas pelo tamanho dos seus tripés. No caso da azul e branca, a nota foi descartada e ela fechou o quesito com nota máxima. A vermelha e branca teve outra nota diferente de 10 e terminou a apuração com 29,9 pontos.

+ Confira as justificativas do Grupo Especial no Carnaval 2020

“O tamanho excessivo do tripé para as poucas funções que realizou, além de ter ficado a sensação de se querer ver algo mais em situações teatrais/cênicas entre os personagens foram fatores que tiraram um pouco da coesão coregráfico e brilho do espetáculo”, justificou Paulo César Morato, ao conferir a nota 9,9 para a Vila Isabel. De fato, o elemento alegórico utilizado na apresentação da escola era um dos maiores – se não o maior – do ano.

Desfile Vila Isabel 2020 Foto: Juliana Dias/SRzd

Raffael Araújo, que deu 9,9 para a Viradouro, além de criticar o tamanho do tripé, reclamou que a estrutura não virou de frente para o júri na hora da apresentação. A proposta da escola, assim como de outras, era passar com o elemento alegórico em uma mesma direção pela Avenida toda, o que foi realizado.

O regulamento não obriga tripés virarem de frente para o corpo de julgadores, somente bailarinos. O argumento do jurado, contudo, foi que como a alegoria se manteve em visão lateral, ele não pôde avistar todos os componentes, já que alguns estavam do outro lado e tapados por parte do tripé.

“A impactante apresentação da proposta de solução artística para o elemento cênico o deixou demasiadamente grande e durante a segunda parte da apresentação, as componentes se dividiram sobre ele, mas o mesmo não girou para uma apresentação frontal e por isso apenas metade do grupo pôde ser visto e então avaliado no seu desenvolvimento coreográfico.”

Desfile Viradouro 2020 Foto: Juliana Dias/SRzd







Comentários




    gl