Intérprete Nino do Milênio retorna para a Inocentes de Belford Roxo

Nino do Milênio. Foto: Ewerton Pereira/Divulgação

Nino do Milênio. Foto: Ewerton Pereira/Divulgação

O grito de guerra “Essa parte que me emociona”, do intérprete vice-campeão do Grupo Especial do Carnaval do Rio, Nino do Milênio, voltará a ser ouvido no desfile da Inocentes de Belford Roxo no Carnaval de 2019.

O presidente da agremiação, Reginaldo Gomes, confirmou a contratação e desejou sucesso ao novo reforço.

“Tudo aconteceu muito rápido. Primeiro, o desligamento de Anderson Paz e Ricardinho Guimarães, profissionais de alto nível e que fizeram um trabalho exemplar este ano, por isso só tenho que agradecê-los. Em seguida, a saída de Nino da Tuiuti. Acredito que nada acontece por acaso. Desejo boas-vindas ao meu novo cantor e vamos buscar o título”, afirmou o dirigente.

Muito contente por estar retornando à sua escola de origem, o intérprete, dono de um estilo próprio e voz peculiar, tem como ídolo o ex-intérprete da Caprichosos de Pilares, Jackson Martins. Ele prometeu total dedicação ao seu trabalho e falou sobre a sua trajetória.

“Não tenho palavras para descrever a emoção por estar mais um ano na escola que me lançou e me faz sentir-se realizado como artista. No último Carnaval fui um dos intérpretes da Paraíso do Tuiuti, no Grupo Especial. Foi uma grande experiência mesmo dividindo o microfone com mais dois cantores. Agora mais uma vez tenho a oportunidade de mostrar meu talento como protagonista”, declarou o cantor após lembrar que iniciou carreira na Inocentes aos 18 anos de idade em 2007.

“Sempre digo a todos que Reginaldo é um pai que Deus colocou no meu caminho, acredita e sempre olha por mim. Não posso esquecer do meu irmão Rodrigo Gomes que sempre me apoiou em toda minha trajetória. Isso me incentiva a fazer cada vez mais pela Inocentes. Para 2019, meu objetivo é levar minha escola querida para a elite das escolas de samba. Com minha voz, quero balançar a Sapucaí”, finalizou Nino.

A Inocentes de Belford Roxo ficou na quarta colocação do Grupo de Acesso no último Carnaval ao apresentar na Avenida o enredo “Mojú, Magé, Mojúbà – Sinfonias e batuques”.

Comentários




    gl