Imperatriz 2021: samba concorrente de Me Leva e cia

Logo da Imperatriz Leopoldinense para o Carnaval 2021. Foto: Divulgação

Autores: Me Leva, Gil Branco, Gabriel Coelho, Luiz Brinquinho e Renne Leme Filmes

Participação Especial: Francisco Ribeiro e Antônio Crescente

E se a saudade fosse poesia
Quem dera reviver aqueles “dias”
O doce subúrbio do compositor
Versos de asfalto que o destino abraçou
Dos “Ramos” onde brotaram artistas geniais
Inspiração de outros carnavais
Pra ver o meu povo sorrindo… Arlindo!
Abre a cortina
A minha luz ainda reflete na ribalta
Se a vida é um enredo que anuncia
A fantasia veste a batucada

PRETO VELHO BENEDITO, TERRA DO JACARANDÁ
PEGA NO GANZÊ, PEGA NO GANZÁ
NEGRITUDE DEU O TOM, A VOZ DA LIBERDADE
CHICA DA SILVA TEM BRAVURA DE PALMARES

VERA CRUZ É SANTA CRUZ, NAVEGANTE DESCOBRIU
A FESTA DO DIVINO, MEU RIO COLORIU
NO AXÉ DO GANTOIS, BRILHA UMA ESTRELA GUIA
FIZ BATER FORTE O TAMBOR DA ACADEMIA

Quando o verde-esperança
Em cada traço meu encontra a paz
Bordando sonhos em alegorias
No trem da alegria de tempos atrás
“Quem dera”…
Que a vida fosse uma “estrela” que ilumina
Reluzente como a luz do dia
Linda feito o canto de um sabiá
No meu lugar…
Vi meninos desenhando tanta emoção
Brasilidade refletida no espelho
Realeza de um tal João

SE TU ÉS COLOMBINA, EU SOU TEU ARLEQUIM
IMPERATRIZ, ÉS O MEU GRANDE AMOR
A VIDA QUIS ASSIM, PODER TE REENCONTRAR
E RELEMBRAR AQUELE TEMPO QUE PASSOU

SE TU ÉS COLOMBINA, EU SOU TEU ARLEQUIM
IMPERATRIZ, ÉS O MEU GRANDE AMOR
A VIDA QUIS ASSIM, PODER TE REENCONTRAR
A TUA HERANÇA JAMAIS SE APAGOU

Comentários

 




    gl