Gabriel David condena comercial da prefeitura: ‘Campanha mentirosa com dinheiro público’

Gabriel David é conselheiro e filho do presidente de Honra da Beija-Flor. Foto: Reprodução/Instagram

Gabriel David não está gostando nem um pouco do rumo que o Carnaval vem tomando. Depois de criticar veementemente a virada de mesa que salvou a Imperatriz, o conselheiro da Beija-Flor agora reprovou a campanha da prefeitura contra as verbas públicas na folia carioca.

“A prefeitura consegue piorar o que já estava ruim, fazendo uma campanha mentirosa com dinheiro público”, disse. Em rede social, ele retrucou o comercial apresentando dados da festa e enumerando os benefícios que o Carnaval traz para a cidade maravilhosa.

Confira a resposta de Gabriel David:

(1) O Carnaval é o evento que mais traz dinheiro para a cidade do Rio de Janeiro. De acordo com a Empresa Municipal de Turismo (RioTur), a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e a Fundação Getulio Vargas (FGV), em 2019, durante a festa, foram movimentados R$3,5 bilhões, em impostos e consumo direto de produtos e serviços das empresas cariocas. De ISS a prefeitura arrecadou R$ 77 milhões. Isso, em plena crise econômica;

(2) O Carnaval é o evento que mais movimenta os aeroportos e a rodoviária da cidade; os restaurantes e bares; que garante ocupação de mais de 80% da rede hoteleira todos os anos; que movimenta as indústrias gráficas, de instrumentos musicais, confecções, o audiovisual, e outros setores de uma cadeia produtiva bem estruturada;

(3) Para os artistas e gestores de 14 Escolas de Samba do Grupo Especial, a prefeitura reservou, em 2019, R$7 milhões em apoio. Está pagando ate hoje! Isso frente a desfiles que custam no total R$100 milhões;

(4) Outros R$63 milhões de recursos da prefeitura do Rio foram destinados para a limpeza urbana, bombeiros, guarda municipal, controle de trânsito e, claro, apoio para outras escolas de samba, blocos e bandas;

(5) O Carnaval trouxe para a cidade Maravilhosa 1,5 milhão de turistas! Qual é o evento no mundo que consegue esse resultado? Para o respeitado site de noticias *Bloomberg*, nem as Olimpíadas e a Copa do Mundo de Futebol conseguem isso em nenhum pais!

(6) O mapa da cidade do Rio desaparece quando cobrimos o mesmo com as indicações dos lugares em que estão as quadras, e as sedes de todas as escolas de samba, blocos e bandas. Instituições que, ao longo de todo o ano não interrompem suas atividades;

(7) Quem paga a conta dos 100 mil desfilantes de escolas de samba e de 2 milhões de foliões todos os anos? A paixão! A tradição histórica!

(8) Quem paga a conta das costureiras, bordadeiras, marceneiros, serralheiros, eletricistas, engenheiros, sapateiros, aderecistas e tantos outros profissionais todos os anos? A paixão. A tradição histórica!

(9) Quem paga a conta das 500 mil familias que participam das atividades sociais nas quadras todos os anos? Também, participam de cursos de qualificação profissional, de campanhas de saúde e alfabetização, de atividades esportivas e familiares. Quem paga essa conta? O sentimento de responsabilidade social dos gestores do carnaval do Rio de Janeiro.

(10) Será que a paixão e a tradição histórica do povo carioca que devem continuar pagando pelo maior evento cultural que se realiza todos os anos no mundo? Será que a prefeitura deve parar de apoiar tal movimento cultural a ponto de incentivar a destruição de sua imagem perante o mercado?

Comentários




    gl