Escolas de Samba mobilizam costureiras para ajudar no combate ao coronavírus

Costureiras da Viradouro na produção das máscaras. Foto: Divulgação

A Liesa teve a adesão de todas as escolas que desfilaram pelo Grupo Especial na edição de 2020, além da escola vencedora do grupo de acesso também neste ano, para, juntas, promoverem uma grande ação de mobilização em prol do combate a pandemia do novo coronavirus (COVID-19).

Em razão da falta de determinados produtos de proteção individual no mercado brasileiro, um grupo de costureiras das agremiações foi convidado para fazer parte de um mutirão para confecção de máscaras a partir de tecido lavável, que atenderão às comunidades das escolas, e aventais com material descartável que serão direcionados aos hospitais.

Algumas agremiações já deram início às produções, com materiais disponíveis em seus estoques, as demais escolas já iniciam os trabalhos esta semana. Nesse sentido, a Liga vai adquirir materiais compatíveis disponíveis nos estoques dos fornecedores que atendem ao carnaval carioca para ajudar na proteção dos moradores das comunidades envolvidas.

Com o intuito de evitar deslocamentos entre os participantes, a maioria das escolas optou produzir os itens nas suas quadras ou em locais próximos. Pelo mês de trabalho, as costureiras envolvidas vão receber remuneração para que possam contribuir com as despesas de suas residências.

Comentários




    gl