É pedra preta! Grande Rio escolhe samba da parceria de Derê para o Carnaval 2020

Torcida do samb vencedor da Grande Rio. Foto: SRzd

Favorito desde o início da disputa, o samba da parceria de Derê mostrou na madrugada deste sábado (21) porque foi aclamado por torcedores e crítica durantes as eliminatórias da Grande Rio. Após passagem que reafirmou sua qualidade, a obra conquistou os dirigentes e foi escolhido com o hino da agremiação para o Carnaval 2020. A composição dará vida ao enredo “Tatá Londirá: O Canto do Caboclo no Quilombo de Caxias”, dos carnavalescos Leonardo Bora e Gabriel Haddad.

+ Ouça o samba campeão

A festa na sede da Tricolor de Caxias varou a madrugada e não se restringiu à disputa de samba. A agremiação corou a nova rainha de bateria, Paolla Oliveira, e ainda comemorou seus 31 anos de história, com direito a um grande bolo de aniversário e apresentação de gala dos segmentos.

Final de samba da Grande Rio. 2019. Foto: SRzd

A consagração do ‘pedra preta’

Boa parte de quem compareceu à final da Grande Rio sabia que dificilmente outro samba que não fosse o de número 20 ganharia a decisão. A vitória do ‘pedra preta’, como a composição foi apelidada, na verdade, já era pedra cantada faz tempo. Principalmente após a eliminação precoce do maior rival na disputa, o samba de número 18, apelidado de ‘Xetruê, Xetruá’.

No evento deste sábado (21), a composição não chegou a fazer uma grande apresentação no palco, mas mostrou as credencias, em letra e melodia, que o levariam à vitória e ao já possível cargo de ‘samba do ano’. A obra foi a que mais fez integrantes da quadra que não participavam da torcida cantar seus versos, e saiu do palco aos gritos de ‘É campeão!’.

Vale destacar o altíssimo nível da safra de sambas da Grande Rio. Qualquer um dos cinco finalistas teria total condição de ser escolhida e representar a escola na Avenida.

No momento do anúncio, feito pelo presidente Milton Perácio, uma maré de êxtase e emoção invadiu a quadra da tricolor. Uma comemoração como há muito tempo não se via, assim como samba escolhido. Dava para perceber a felicidade no rosto dos componentes pelo reencontro da Grande Rio com suas raízes, e por estar trilhando o caminho certo rumo ao Carnaval 2020.

Final de samba da Grande Rio. 2019. Foto: SRzd

A rainha voltou!

Outro momento ápice da noite foi a coroação de Paolla Oliveira como nova rainha de bateria da Grande Rio. A atriz, que de nova não tem nada, já que reinou em 2009 e 2010, esbanjou simpatia, elegância e carisma. Ela teve seu nome gritado pelo público assim que subiu ao palco e recebeu a coroa ao som de “ÔÔÔ a rainha voltou!”.

O retorno de Paolla era um desejo antigo da cúpula da Grande Rio. Agora, ela reinará à frente da Invocada por quanto tempo quiser, diferente do que tradicionalmente ocorre com as rainhas da escola, que não costumam passar de dois anos.

A atriz recebeu a coroa das mãos de Juliana Paes, sua colega de cena em ‘A Dona do Pedaço’ e rainha de bateria da Grande Rio nos dois últimos carnavais. Com um vestido branco e uma capa nas cores da escola, Paolla sambou já coroada e matou as saudades de ser rainha da tricolor.

Show de combate à intolerância religiosa

Como de costume, a Grande Rio preparou um show temático para dar início ao evento da noite. Com apresentação dos segmentos, a escola investiu em sambas marcantes, como “No mundo da Lua”, e outras músicas de sucesso, como “O canto as três raças”.

A cênica no palco contou com a presença de um ator representando o homenageado no enredo, Joãozinho da Gomeia, que participou de todos os atos do espetáculo. Em determinado momento, subiram ao palco representantes de diferentes religiões, para uma benção especial à agremiação e ao enredo.

A fala de um pastor evangélico chamou atenção. Ele pediu perdão pela intolerância religiosa e pelo preconceito racial cometido por seus semelhantes. Presidente da Grande Rio, Milton Perácio também discursou e prometeu não medir esforços para buscar o tão sonhado campeonato.

“A Grande Rio não passa um ano sem colocar um enredo bom e um samba bom. Lutamos sempre pela vitória. Esse ano, nossa dupla de carnavalescos é a sensação do momento. Vamos mostrar um enredo e um samba sensacional. Vamos fazer tudo para que a nossa escola seja campeã. Já fizemos um homem voar. Quem sabe esse ano não seja o ano da Grande Rio.”

Final de samba da Grande Rio. 2019. Foto: SRzd

Comentários




    gl