Aulas do projeto de Manoel Dionísio voltam ao Sambódromo

Projeto Manoel Dionísio. Foto: Divulgação

Projeto Manoel Dionísio. Foto: Divulgação

No último sábado (10), voltaram as aulas na Escola de Mestre-Sala, Porta-Bandeira e Porta-Estandarte Manoel Dionísio, com o retorno de seu fundador à presidência da instituição. Após um período afastado da gestão do projeto que já formou inúmeros dançarinos no samba, Dionísio, que é colunista do SRzd, disse que esse é o momento de unir forças: “Vou precisar muito da ajuda de todos. Fiz novas parcerias, conversei com parceiros antigos e quero dar uma nova roupagem à escola. Vamos voltar com força total”.

As aulas são práticas, aos sábados, e teóricas, às quintas, e acontecem no sambódromo do Rio.

Veja vídeos da aula do último sábado:

A nova gestão do projeto também vai oferecer aos alunos profissionais de apoio nas áreas de assistência social, psicologia e fonoaudiologia. No corpo docente, uma equipe de estagiários da UFRJ e da UFF, coordenados pelo coreógrafo e Bacharel em Dança, Jardel Lemos, que vai compor o departamento de Postura do Movimento Corporal; e o Mestre-Sala da Acadêmicos do Grande Rio, Daniel Werneck, como coordenador dos instrutores da dança.

As inscrições podem ser feitas às quintas-feiras ou aos sábados no local das aulas. É necessário levar duas fotos 3×4, uma cópia da certidão de nascimento, o contato do responsável, para alunos menores de idade, e fazer a compra da camiseta do uniforme, no valor de R$ 25. As aulas são gratuitas.

Veja fotos da aula:

 

 

 

Comentários




    gl