Aquarius celebra Dia do Samba no sambódromo do Rio

Exposição ‘O Carnaval que Ninguém Vê: O Encanto da Arte Fotográfica na Marquês de Sapucaí’ – Crédito: Divulgação

Rio. Idealizado pelo jornalista Roberto Marinho, o Projeto Aquarius foi criado em 1972 para democratizar a música clássica no país e difundir cultura. O próprio fundador do Grupo Globo fazia questão de comparecer pessoalmente aos eventos. Data importante no calendário musical do Rio, no ano passado, a festa de ritmos promovida pela Editora Globo comemorou 50 anos. E, em 2023, voltou a ter uma edição realizada em São Paulo.

Para fechar o ano, no próximo domingo (3), o Aquarius homenageará o mais brasileiro dos gêneros musicais, com um grande espetáculo no maior palco de desfiles de Carnaval do mundo, a Marquês de Sapucaí.

A 51ª edição será em comemoração ao Dia Nacional do Samba, celebrado no sábado, e terá a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), sob a regência do maestro Anderson Alves, com participação especial do cantor Belo e de integrantes das escolas de samba do Rio.

No programa principal, grandes clássicos do samba e sucessos românticos prometem embalar a Praça da Apoteose. O espetáculo, para toda a família, terá entrada franca, com abertura dos portões às 16h e início às 18h. O sambódromo do Rio fica no bairro do Santo Cristo, no Centro.

Comentários

 




    gl