Conheça o enredo do GRESV Império da Fênix para o Carnaval Virtual 2019

Buscando o acesso ao Grupo Especial, o GRESV Império da Fênix lançou seu enredo para o Carnaval Virtual 2019 com o título “Protomártires do Brasil, Mártires da fé”, o enredo mais uma vez tem uma crítica embutida, em 2019 a Fênix vem levantando a bandeira da tolerância religiosa, contando uma história sangrenta onde não existiu respeito entre os próximos que buscavam somente adorar a sua fé.

 

 

“Vi sob o altar as vidas dos que tinham sido imolados por causa da Palavra de Deus e do testemunho que dela tinham prestado” — Apocalipse 6,9

No asfalto quente dessa passarela o G. R. E. S. V Império da Fênix pede passagem mais uma vez para exaltar no Maior Espetáculo da Tela uma das histórias mais importantes que o solo do nordeste brasileiro carrega em sua história, sendo á de dor, mas também de muita gloria e mostrando que a força do povo é a salvação do país.

Hoje, nosso símbolo maior a “Fênix” convida a todos para viajarem junto conosco até o passado, mais precisamente em meados do século XVI ,para que possamos mostrar a história esquecida que existe no Rio Grande do Norte. Nós cantaremos na avenida o ” Protomártires do Brasil, Mártires da Fé “.

Sinopse


Observem como está o nosso nordeste
Não sei como vivemos em um chiqueiro a céu aberto.
São tantos carcarás que sobrevoam por aqui.
Cruzando a cada esquina dessas vielas com carcaças de animais.
Foi assim que a ambição do invasor cruzou o oceano e aqui conquistou.
Às duas batalhas foram duras, persistiram até conseguirem essa terra.

Quem poderia adivinhar que os Holandeses iriam mudar a nossa terra?
Precisou do invasor atravessar o oceano para nos dar condições de vida.
Mas, como dizem: Nada é de graça! Veio a ganância junto.
Lá se foram nossas canas de açúcar sob novos domínios
Surge um Conde em nosso solo como governador.
Nossa cidade começa a ganhar vidas cores e formatos.
Era uma ” Nova Holanda ” no nordeste brasileiro.
Olhem só essa crise que começa a bater.
Nossa realidade está voltando, pobre não pode ter uma vida neste lugar.

Os holandeses não respeitavam outras religiões.
Assim que a população de Cunhaú não se rendeu a fé católica apostólica romana
Executaram dentro da capela de Nossa Senhora do Carmo mais de 70 fiéis.
Tendo auxilio dos índios canibais que estavam sob ordens do chefe Antônio Paraopaba
A população restante fugiu, sem ter liberdade para se expressar
Nas margens do rio Uruaçú surgiu uma pequena fortaleza com os sobreviventes.
Novamente sofreram outro ataque assassinando crianças, mulheres, homens, idosos e padres.
Tendo Mateus Ferreira como marco, antes de morrer gritou “ Louvado Seja o Santíssimo Sacramento “.

A Insatisfação já estava engasgada no pescoço
Primeira imagem era um paraíso, depois o inferno.
Eram doenças e pragas espalhadas pela cidade.
Enormes montanhas de lixo se acumulavam em frente a casas.
Constantes assaltos dentro das nossas próprias residencias.
A Corte só sabia aumentar os impostos, as cobranças, a corrupção estava feita
Enquanto o povo vivia como miseráveis, sendo feitos de bonecos de corda.
A Revolta da população já estava anunciada, vamos à luta
Foram índios, brancos, negros, forças portuguesas que se uniram contra os holandeses.
Várias revoltas foram realizadas pelo povo contra a corte até a vitória ser alcançada.
Enfim, A voz do povo venceu e os holandeses foram expulsos.

REGULAMENTO DA DISPUTA DE SAMBA

1 – O nome da escola citado no samba é de extrema importância.
2 – Os sambas enviados, deverão conter letra e áudio.
3 -Os sambas deverão ser enviados para o e-mail:([email protected]) ; com o nome dos compositores, letra e áudio.
4 – O samba deve ter uma pegada forte e imponente e com viés religioso , porém tratando com leveza e licença poética e questão dos Massacres de Cunhau e Uruaçu.
5 – A descrição do enredo ao decorrer do samba deve ocorrer de forma cronológica aos fatos.
6 – A Data de recebimento dos sambas é  15/02/2019 até as 23:59hs

Comentários




    gl