UESM na Mídia: Um novo Velho conhecido na Independente Suburbana

   Faltando apenas 20 dias para os desfiles das escolas de samba de maquete da UESM, a Independente Suburbana é outra agremiação com rosto de um velho conhecido. Trata-se do seu presidente e Carnavalesco Thiago Laurentino que, por 3 anos foi carnavalesco da Co irmã extinta Mocidade Louca de Pilares e hoje faz jornada sozinho:

” Ter a minha própria escola me dá uma sensação de liberdade e independência. Posso escolher os enredos que eu quero, propor as inovações que eu imagino, sem ter que pedir autorização de ninguém, sem a aprovação de alguém. Isso é muito bom! É uma experiência nova pra mim.”

Em 2019, o presidente volta a UESM com outra visão para o Carnaval de Maquete: “Foi ótimo voltar! Fiquei muito contente por ter sido tão bem recebido e ver que fiz grandes amizades na liga. Isso me deu mais força ainda pra voltar. O projeto continua a todo vapor e as mudanças que estão acontecendo vão deixar melhor ainda. É um prazer estar de volta!” – Parafraseando a personagem de Bianca Bin na novela “O outro lado do paraíso”

O Carnavalesco, que dessa vez toca o seu projeto sozinho sem equipe ou presidente, fala sobre essa experiencia: “É Maravilhoso fazer o trabalho sozinho! Na verdade sempre fiz meus projetos sozinho, a única diferença é que antes eles precisavam do “ok” de um presidente, estavam sujeitos a alterações. Agora não, o projeto é meu, numa versão sem cortes.” – Afirma o presidente que, apesar dessa liberdade pra projetar sozinho, sente falta de uma equipe de barracão.

 

02

Outro ponto importante desse profissional é o uso de materiais alternativos. Através dele, Thiago ganhou o titulo de “Rei das latinhas”. “As latinhas foram uma proposta de inovação que tinha muito a ver com o enredo (Refere-se ao enredo sobre o Aço da Mocidade Louca de Plares em 2017). Eu trabalho assim: o enredo é que define as possibilidades de materiais que vou usar. Em 2019 não teremos latinhas, mas teremos uma diversidade de materiais bastante boa.” – diverte-se o carnavalesco

A escola, que em sua volta, mudou o enredo bem no inicio do projeto e numa proposta bem leve, fazendo ate uam apologia a São Clemente, escola do Carnaval real que admira muito, conhecida pelas suas criticas. “O público pode esperar um desfile muito colorido, vibrante, inusitado e provocador. A ideia é fazer todo mundo refletir sobre a nossa cultura alimentar.  Quanto à estética, acho que as formas vão chamar a atenção. Temos alas e carros inusitados em seus formatos, mais volumosos e altos, algo novo no meu estilo de trabalho.”
Esse será o primeiro desfile da Independente Suburbana na UESM. A escola será a 5ª agremiação a desfilar no domingo de carnaval de maquete, dia 13 de outubro.

E para saber mais, acesse: www.uesm.com.br

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Comentários




    gl