UESM na Mídia: Samba não tem preconceitos.

No ultimo dia 21, fora comemorado mais um dia da inclusão, o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência foi instituído por iniciativa de movimentos sociais, em 1982, e oficializado pela Lei Nº 11.133, de 14 de julho de 2005. E nesse clima saudável, trazemos duas historias de superação da União das Escolas de Samba de Maquete para a nossa coluna hoje.

“Quem me viu chorar, vai me ver sorrir… “

Para o Presidente e Carnavalesco da Acadêmicos do Sabiá,  Moisés Handanovc, de 19 anos, as coisas não foram muito faceis não. Um dos mais antigos na liga, pertencendo desde 2015, ao lado de Unidos do Tijucano, Acadêmicos da Estrela Imperial, Mocidade Unida MASF e Unidos de Santa Cruz,  conta para gente que desde a sua infância convive com a deficiência fisica na mão esquerda e que no inicio sofreu muito preconceito a respeito da sua deficiência, chegandoa  realizar algumas tentativas de suicídio até.

” Fazer o carnaval de maquete é bem complicado, rsrs por causa das coisas que são muito pequenas e minha mão não ter uma mecânica boa pra fazer kk e q da muita cãibra. Geralmente, uso mais a mão esquerda mais essa com deficiência também serve de apoio. Eu hoje faço porque a maquete q me ajudou muito quando eu tinha minhas crise e tentava cometer suicidio principalmente pelo preconceito pela deficiência que eu tinha.”

“Porém nem tudo são flores, há dissabores… “

Já o estreante Zarti Rosa, carnavalesco da ESM Fogo no Rabo,  de 28  anos, as coisas também não são flores. Assinando o primeiro carnaval da agremiação Paraense no Rabo e surdo-mudo, o Presidente Thiago Dantas conta para gente que desde que nasceu, convive com essa deficiência mas que isso não o impede de executar as atividades.

” O carnavalesco é o Zarti Rosa. Ele é surdo-mudo mas estremamente talentoso. Chegou a tentar usar aparelhos para a surdez, mas que nao tiveram um retorno muito bom. Eu tenho curso de libras e a conversa rola bem fluida entre a gente. Já entre as pessoas da equipe, às vezes eles demoram um pouco para entender, mas no final todos se entendem. Ele tem bom gosto imensurável. E é ele que divide comigo o sonho de um dia chegarmos a Imperatriz Leopoldinense”

“Eu quero ver, o amor florescer… “

Assim vive a UESM,  com tantas historias de superação. Esses dois jovens sao dois dos muitos jovens que ja passaram ou ainda passarão na nossa equipe.  “A UESM vem pedir respeito temos que olhar de outro jeito quem nasceu diferente e venceu preconceito a gente tem que admirar. Harmonizar pra ser feliz, diferença social, pra quê? Tá na cara que a beleza e está nos olhos de quem vê o romantismo irradia energia pra viver. Nesse mundo onde tudo é relativo, minha escola é meu motivo,  meu maior prazer!” – Império Serrano 2007

Esse será o primeiro desfile da Fogo no Rabo na UESM. A escola será a 4ª agremiação a desfilar no domingo de carnaval de maquete, dia 13 de outubro. Já a Acadêmicos do Sabiá, completa o seu 5º desfile, sendo a 3ª agremiação a pisar na nossa passarela no sábado, 12 de outubro.

E para saber mais, acesse: www.uesm.com.br

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Comentários




    gl