UESM na Mídia: A energia do samba vem de berço

Ambas têm 5 anos e participam com seu tio Diogo, da escola de Samba Eldorado do Japy, com 5 anos elas participam da escola com tarefas, como pintar cabelo e roupas, separar pedras, ajudar na concepção dos carros. O Azul e rosa tem um sentido, além do presidente ter como escola do coração a Rosas de Ouro da Freguesia do Ó, em São Paulo, uma ama rosa e outra azul. Elas têm um grande carinho pela escola, sempre falam, veem, gostam e assistem, os desfiles preferidos são das Rosas de Ouro 2010, do chocolate e Dragões da Real 2016, sobre presentes enredos mais lúdicos, mas assistem também os outros, pois gostam.

Na escola, principalmente nesse ano, foi um trabalho educativo com elas, pois, conheceram o açaí, fizeram, entenderam a lenda, como surgiu, o que é, e provaram dele, foi um processo educativo, até entender a letra, as palavras do samba. Até ideia participaram como, a ideia da comissão de frente que foi delas, só adaptada, na inocência falar e se então o índio virar uma “arvore” de açaí? E daí desenvolver, algumas bonecas, e os peixes elas doaram, pintaram o tripé da casa do pão, acima de tudo fazem bem o trabalho e desenvolvem a cabeça.

Enfim é uma atividade para realmente elas se divertirem e aprender, parafraseando o samba “a energia do meu samba vem daí…”

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Comentários




    gl