Resenha UESM: Dificuldades enfrentadas

Fiação queimada na Unidos do Tijucano

Olá queridos amigos, Bom domingo a vocês. Hoje a coluna Resenha UESM, continua com o seu em novo formato. Um assunto será dado ao grupo de presidentes e carnavalescos da União das Escolas de Samba de Maquete e eles opinarão a respeito de algum tema ligado ao Carnaval de Maquete, gerando assim um debate que teremos a honra de ler aos domingos.

Essa semana a UESM bombou mais uma vez! E… aproveitando essa “belezura” que a Coxa Bamba da Rainha apresentou e as desfiliações da IEPA, Aparecida e Acadêmicos da Folia, perguntamos: Para vocês, qual a maior dificuldade de colocar um Carnaval de maquete na rua?

[15:44, 14/6/2019] Uesm Kleber (Acadêmicos do Litoral): Pra mim  é fazer a sinopse e o roteiro de carnaval. Sempre peço ajuda nisso outra coisa é o tempo que se não for bem administrado vira o principal vilão. Há não podemos esquecer das filmagens Kkkkķkkk

Caixa organizadora da Eldorado do Japy vem ao chão, desorganizando os materiais da escola

[15:44, 14/6/2019] Uesm Marco (Mocidade MASF): Na minha opinião pra mim não tenho dificuldade nenhuma, pois quando nós temos amor por alguma coisa, é só colocar na cabeça e o universo vai abrir o canal para que o projeto se realize, as escolas que não conseguiram por sua escola na avenida, são pessoas que não tem ligação com o seu eu próprio, são pessoas que não acreditam em si, então quando você quer uma coisa, e pensa forte, pode ser a maior dificuldade do mundo e pensando assim, consiguirá, pois o universo já ti deu, é só receber, mas pessoas assim, não percebe , não acredita em si, pois no ultimo carnaval de 2018, em 2017 no final do ano fiquei doente quase fui embora, mas eu pensei eu sou forte e vou conseguir e em um mês em janeiro de 2018 fiz a escola toda e coloquei na avenida e isso vale pra qual…

Rafael Dhenis e a Bagunça no barracão da Acadêmicos do Litoral

[15:53, 14/6/2019] Uesm Thiago (Mocidade Recreio das Flores): Primeiramente  o medo de ser  atropelado rsrs  ,depois  o tempo   , e principalmente  a escassez  de  materiais  , até agora  a minha  maior  necessidade foi    adaptar  ao  enredo ,  mesmo  eu sendo  leigo  no  assunto  .Graças  a Deus  foi muito  bem orientado pelos meninos da escola  , Até agora  foi um  prazer  participar  da Mocidade  , o Robson e um presidente  muito  transparente .

[19:13, 14/6/2019] Uesm Diogo (Eldorado do Japy): Para mim e gravar só, o resto arruma tempo, dinheiro ou na falta dele soluções… mas gravar é um parto

[14:10, 15/6/2019] Uesm Nicolas (Unidos do Tijucano): Quase pegou fogo no abre alas aqui. Foi uma extensão que quebrou aí sem querer deixei na tomada, aí começou a pegar fogo

Bagunça “organizada’ da Monarcos do Samba

[15:35, 14/6/2019]  UESM Lukas (Coxa Bamba da Rainha): Acho que a maior dificuldade é saber vencer os próprios obstáculos que nós mesmos nos colocamos. Alguns carnavalescos não admitem que o seu desfile não seja perfeito ou que não tenham material de primeira qualidade e o acabamento primoroso e por isso acabam desistindo quando percebe o custo e o trabalho que é colocar um desfile na avenida mesmo em forma de maquete.  Na coxa Bamba desde o princípio a meta Foi brincar de carnaval Independente de como a escola fosse para Avenida O importante era que os bastidores do desfile fossem divertidos irreverentes pois como nosso próprio nome diz somos uma associação recreativa nonsense. Por isso que esse ano mesmo tendo enfrentado vários problemas de saúde e agora tendo a vida completamente virada de cabeça para baixo. Quando Tudo tava dando errado para mim eu cheguei a conversar com os coordenadores e avisei que eu não queria sair da liga mas e se fosse preciso eu iria desfilar mesmo que fosse com os bonecos peladinhos para completar as aulas ou utilizando o mesmo desfile do ano passado mas não iria deixar de brincar o carnaval. Isso até combina com o nosso samba enredo para 2019 que o refrão fala:

Não a enredo você sabe como é
Vai como pode como dá e como der
Não é enredo mas não me leve a mal
A coxa Bamba quer brincar o carnaval

[15:35, 14/6/2019]  UESM Denis (Acadêmicos do Litoral): Tempo. O Carnaval de maquete é um hobby d infância hoje. É um compromisso recheado d diversão e satisfação. Onde a magia do Carnaval acontece mesmo fora de época… Minha dificuldade é ter tempo

[03:12, 15/6/2019] Uesm Raphael Khaleb (Acadêmicos da Estrela Imperial): A minha maior dificuldade é ter alguem para me ajudar. Os primeiros fiz acompanhado, mas esses dois ultios que participei ainda era pior.

[06:32, 15/6/2019] Uesm Renato (Império da Águia):Tempo… e experiência… Quando vejo as coisas maravilhosas da vontade de desistir… por que não tenho tanta criatividade. Além disso, o tempo, sou professor e não posso perder minha reputaçao de “o melhor professor” , sinto que meu trabalho perderá para o tempo e para falta de experiência.

E por hoje é só. No próximo domingo voltaos com mais um Resenha UESM. E acompanheo os nossos desfiles, no dia 06 e 07 de julho, a partir das 14:30 pelo site: www.uesm.com.br

Comentários




    gl