Corte do Carnaval: Conheça o Rei e o Principe de 2019

Foto: Claudio Mello Cholodovskis

O povo espera o ano inteiro pelo Carnaval. E logo depois que ele acaba, fica a saudade e as lembranças de dias incríveis. Mas para vários grupos de apaixonados pelos desfiles das escolas de samba, é aqui que ele começa. É seguramente a festa mais democrática do País. Na União das Escolas de Samba de Maquete, assim como o real, divide o mesmo entusiasmo com as famílias, jovens e amigos que compõem um publico tão assíduo e divertido. Dá alegria de se ver em meio a este cordão multicor com tamanhos tão pequenos, como é o Carnaval de Maquete.

E da mesma forma que acontece nas folias espalhadas por todas as cidades do país, a nossa folia de maquete também escolhe a sua corte. E, depois de mais de 20 candidatos em cada categoria e eleições eletrizantes, escolhemos a nossa Corte do Carnaval.  A tarefa é de “responsa”: arrebatar com muito gingado e simpatia dezena de milhares de foliões em quatro dias de desfile. E a UESM hoje tem o prazer de receber em sua redação o nosso querido Rei do Carnaval, Raphael Khaleb e o Príncipe, Lucas Almeida. A entrevista, que foi num clima de descontração, demorou cerca de uma hora e para que você conheça um pouco mais da vida destes jovens e saber que para ser feliz basta seguir as escolhas que o coração faz, não do que a sociedade julga ser certo ou errado.  Confira.

Por que você se candidatou para o concurso da Corte do Carnaval da UESM?

Lucas: Achei legal uma disputa desse tipo, e representar a minha própria escola e uma honra.

Raphael: Porque sempre gostei desse tipo de evento e por ser apaixonado pelo carnaval de maquete me fez me candidatar

Como foi que você ficou sabendo do concurso?

Raphael: Soube pela coordenação da liga.

Lucas: O nosso Coordenador de Mídia entrou em contato com a gente avisou sobre o concurso. Alem de folião, sou presidente da Império Trirriense.

Conta pra gente um pouco da sua trajetória no carnaval real:

Lucas: Eu moro a menos de 50 metros de uma escola de samba, então desde pequeno eu respiro samba. Desfilo na minha cidade desde os 8 anos de idade, e comecei a trabalhar voluntariamente aos 12 na minha escola de coração Mocidade Independente de Vila Isabel em Três Rios

Raphael: Comecei no samba desde pequeno. Desfilava pela Porto da Pedra. Quando fiz 18 anos, passei a desfilar em varias escolas, a ponto de desfilar em 23 escolas nas 5 noites de desfile. Desde as mirins até as escolas da Intendente Magalhães. Em 2005, fui convidado a vir de destaque no Carnaval Carioca, desfilando de Cleópatra na União da Ilha. Hoje trabalho com coreografia de alas e carros, guardiões de casal de mestre sala e porta bandeira, alem de ser 2º mestre sala da Acadêmicos de Jacarepaguá

Como é desfilar na avenida e ter milhares de olhares para você?

Raphael: Estar na Sapucai é sempre mágico, mas aquele momento que entramos na avenida dá frio na barriga. Aquele lugar realmente é incrível.

Lucas: Foi maravilhosos desfilar na Sapucaí, aquilo e mágico, levanta sua auto estima.

Foto: Nobres Casais

Descer a avenida em cima de um carro alegórico sem parar de sambar não é fácil. Como você se preparou fisicamente para o Carnaval?

Raphael: Eu simplesmente amei. Estar ali foi perfeito. Em cima de uma alegoria, as pessoas te dando tchau, filmando você, batendo mão. Que momento mágico.

Lucas: Olha, não foi nada facil, mas o meu preparo foi basicamente me hidratar e uma boa alimentação, e muita calma pra não acabar chorando kkk.

Como você vê, hoje o carnaval de maquete? Como é ter um bonequinho desfilando nas telonas com o seu nome?

Lucas: Vejo como uma forma de expressar minha arte e minha imaginação, criar coisas do 0 e projetar tudo. Pra mim e super legal, sou um pouco tímido, porém acho super legal

Raphael: Como uma vitrine. Pois é necessário que se faça um projeto e as fantasias todas em proporções pequenas. Então, com certeza é a porta de entrada pra muita gente talentosa.

Qual é a característica que não pode faltar em um rei?

Raphael: Ser bonachão. Alegre, divertido, engraçado. Brincalhão, ter carisma e acima d etudo, gostar do que faz.

Lucas: Pra mim não pode faltar samba no pé e muito carisma

Você se preocupa com a opinião dos outros?

Lucas: Depende muito de quem é a opinião, ano passado eu dava mais atenção as opiniões mas em 2019 em estou seguindo a minha intuição.

Raphael: Faço o lema do chuveiro velho: “não ligo e quando ligo não esquento”

Uma palavra que te define:

Lucas: Perfeccionista

Raphael: Felicidade

O que significa o Carnaval para você?

Raphael: Combustível para toda a vida!

Lucas: O carnaval pra mim e um lugar onde eu expresso a minha arte, onde eu me divirto e brinco em meio a tantas coisas ruins da vida.

Deixe algumas palavras para a nosso publico?

Lucas: Muito obrigado a todos que votaram em mim, e espero que gostem tanto do meu reinado como do desfile da Império Trirriense. Muito obrigado a todos!

Raphael: Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Curta o trabalho que foi apresentado  e vejam como talentosos artesão dão viva a obras tão lindas. Podem preparar o seu confete, que esse ano na avenida tem UESM!

Na semana que vem, apresentaremos a Rainha e a Princesa da Corte UESM 2019. Esses dois jovens estarão presentes no nosso desfile que vai ao ar nos dias 06 e 07 de Julho a partir das 14:30. Como ver os desfiles? Basta acessar www.uesm.com.br e se divertir.

Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

*em colaboração voluntária ao SRZD

Comentários




    gl