CHATFOLIA: Recreio clama a Xangô por justiça

De Rio das Flores, cidade carioca, direto para a liga UESM ( União das Escolas de Samba de Maquete), vem a Mocidade. E para esta matéria do Chat folia a Mocidade Recreio das Flores, representada por seu presidente e carnavalesco Robson Ferreira as nossas perguntas. Acompanhe abaixo curiosidades da escola e como a Coruja virá para o desfile de 2019 no Grupo B.

UESM:De onde surgiu o nome da escola, escolha do símbolo e das cores?

ROBSON: O nome da escola vem de duas referências: MOCIDADE por conta do desfile que me apaixonou da Mocidade Independente de Padre Miguel em 1991 e RECREIO DAS FLORES por ter sido a escola que meu pai presidiu. O símbolo da escola veio de um lado “místico” onde eu teria como escolhas a coruja ou a Andorinha, mas meu coração sempre foi apaixonado pelas corujas, por mais que na infância tivesse medo de seu piado noturno. As cores são da paixão pela Mocidade Independente de Padre Miguel.

UESM: O que o trouxe para a UESM?

ROBSON:Em 2018 estava acompanhando os desfiles da série A do Rio de Janeiro e ao longo da transmissão o comentarista falando que determinado carnavalesco vinha do universo dos desfiles virtuais e pensei: como assim desfiles virtuais? Na manhã seguinte fui buscar informações e me deparei com uma liga virtual e fui ver do que se tratava. Achei interessante, mas não me cativou. Foi então que cheguei à página da UESM e assisti ao primeiro, ao segundo… e passei horas assistindo. O carnaval transcorria e eu continuei bebendo dessa fonte virtual enquanto esperava os desfiles na TV. Na quarta-feira de cinzas tomei a decisão de que iria me inscrever e ver no que dava e aqui estou.

UESM:Esse enredo com certeza está dentro do contexto social em que vivemos. Como a História de Xangô ele vai ser desenvolvida?

ROBSON: Contaremos a história do guerreiro e do orixá Xangô; sua trajetória enquanto homem, apresentando suas esposas, o sincretismo e a devoção ao senhor da justiça

UESM: Qual a maior dificuldade que está enfrentando para fazer este trabalho?

ROBSON: Esse ano decidimos ampliar o número de alegorias e enxugar as alas para não termos problemas de tempo de desfile e com essa redução de alas ainda assim conseguir  transmitir o enredo de forma clara e de fácil entendimento

UESM: Qual seria o grande momento ou surpresa que podemos esperar do desfile? Existe algum material diferente utilizado?

ROBSON: Para 2019, optamos por levar um Abre-alas maior do que o de 2018 além de movimento nos carros e mais uma novidade.

Novidade essa, que só será revelada no desfile. Até lá,  ficaremos curiosos para ver esta história contada através dos amores e da justiça na avenida e o samba utilizado será o da Mocidade Unida da Cidade de Deus, ano de 2012, interpretado por
Bolete.

A Mocidade Recreio das Flores será a 5° agremiação a desfilar no domingo de carnaval de maquete, dia 13 de outubro de 2019. E para saber mais, acesse: www.uesm.com.br. Saiba mais sobre o Carnaval de Maquete da UESM

Página oficial

Facebook

Youtube

Instagram

Comentários




    gl