São Paulo tem novo recorde diário de mortes e casos por Covid-19

Máscara em teste para Coronavírus. Foto: Reprodução

O governo estadual divulgou, na tarde desta terça-feira (16), um novo balanço com o número de casos e mortes por Covid-19 em São Paulo.

Nas últimas 24 horas, o estado registrou 365 óbitos e 8.825 novos pacientes com diagnóstico confirmado – novos recordes diários para ambos os dados, com altas de 3,3% e 4,9%, respectivamente, comparado aos números de segunda (15).

Com isso, já são 11.132 mortos pela doença causada pelo novo Coronavírus. Já os casos confirmados chegaram a 190.285 Os dados compilam registros feitos pelo estado até as 10h30 desta terça-feira.

O Coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 em São Paulo, Carlos Carvalho, disse que, apesar da alta, os números estão dentro de uma média de 250 óbitos por dia, considerando a última semana.

“Não está diferente do que vem sendo observado nos últimos tempos. Como temos mais casos, temos mais óbitos, mas nossa taxa de letalidade ao longo do tempo vem caindo”, disse em coletiva no início da tarde, no Palácio dos Bandeirantes.

As novas confirmações não significam, necessariamente, que as infecções aconteceram de um dia para o outro, mas que foram contabilizadas no sistema. Tradicionalmente os números são menores no final de semana e na segunda-feira, e maiores às terças.

Nesta segunda-feira (15) o governo do estado de São Paulo anunciou que, pela primeira vez, houve um número menor de novas mortes semanais por coronavírus em comparação com a semana anterior.

A diferença, no entanto, foi de apenas 3 óbitos. Entre os dias 7 a 13 de junho, o estado registrou 1.523 novas mortes por coronavírus. Nos sete dias anteriores (31 de maio a 6 de junho), o valor havia sido de 1.526.

Com o novo recorde registrado nesta terça, o governo não descarta que a média de mortes semanais possa voltar a subir.

O número de pacientes internados com suspeita ou confirmação de Covid-19 subiu para 13.735 nesta terça (16). Desses, são 5.339 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 8.396 em enfermaria. Na segunda (15), eram 13.327, sendo 5.309 em UTIs e 8.018 em enfermaria.

A taxa de ocupação de leitos de UTI caiu ligeiramente para 77,1% na Grande São Paulo e 70,6% no estado. Na segunda, o índice era de 77,8% na Grande São Paulo e 70,8% no estado inteiro.










Comentários

 




    gl