Rodada de milhões: Brasileirão reserva bolada para os melhores colocados

Bola do Campeonato Brasileiro 2018. Foto: CBF

Futebol. Título do Brasileirão, vagas na Copa Libertadores 2024 e rebaixamento. Muita coisa está em jogo na última rodada, a 38ª, marcada para a próxima quarta-feira (6).

A posição final de cada clube definirá a premiação a ser recebida pela CBF e, embora os valores oficiais ainda não tenham sido divulgados, a tendência é que o campeão leve cerca de R$ 47,5 milhões, o que representaria um acréscimo de R$ 2,5 milhões em relação ao que o Palmeiras recebeu em 2022, quando foi campeão do torneio nacional pela 11ª vez.

A competição em formato nacional começou em 1959. A criação do torneio com dimensão nacional, foi impulsionada também com a criação da Copa Libertadores, que teve sua primeira edição em 1960. Para qualificar-se, cada país deveria enviar como seus representantes campeão e vice do ano anterior de seus respectivos campeonatos locais. Regra que permaneceu por décadas.

Ao longo dos anos, a competição teve diferentes formatos, quantidade de clubes, regulamentos e nomes; Taça Brasil, Roberto Gomes Pedrosa, Campeonato Brasileiro, Copa João Havelange, Taça de Ouro, Taça de Prata, Copa Brasil, Copa União, entre outros.

Nesta temporada, o Verdão está próximo da 12ª taça, podendo até perder para o Cruzeiro, no Mineirão — todos os jogos acontecem às 21h30.

Atrás do Palmeiras no ranking de maiores campeões nacionais, está o Santos, como segundo maior vencedor, com 8 taças, seguido de Corinthians e Flamengo (7), São Paulo (6), Cruzeiro, Vasco e Fluminense (4).

Em 2024: Logo abaixo do Palmeiras, quatro times estarão brigando pela vaga no G4, que dá acesso direto na Libertadores do próximo ano, e por uma premiação mais alta: Atlético-MG, Flamengo, Grêmio e Botafogo. O valor diminuirá gradativamente, de acordo com a posição final.

Sem os cálculos oficiais por parte da CBF, os valores de 2022 podem ser usado como referência para projetar a premiação de agora, acrescendo a inflação:

+ premiações do Brasileirão 2022:

Palmeiras: R$ 45 milhões
Internacional: R$ 42,7 milhões
Fluminense: R$ 40,5 milhões
Corinthians: R$ 38,2 milhões
Flamengo: R$ 36 milhões

Além da premiação na casa abaixo dos R$ 40 milhões, ou seja, para quem não ficar no G4, ainda será preciso disputar as fases preliminares da Libertadores, com uma considerável perda financeira e esportiva.

Todos ainda podem terminar em todas as colocações, e só a rodada final oferecerá definições. Com o fim do campeonato, a CBF anunciará os valores oficiais.

Comentários

 




    gl