Rio: Crivella libera igrejas, lojas, esportes de mar e atividades no calçadão

Marcelo Crivella. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O prefeito Marcelo Crivella anunciou nesta segunda-feira (1) que o plano de reabertura da economia e a redução das medidas de isolamento social vão começar a partir já desta terça-feira (2). Entre elas, caminhadas no calçadão e atividades esportivas individuais no mar, como natação ou surfe, abertura de templos religiosos e funcionamento de lojas de móveis e automóveis. Porém, ainda será proibido aluguel de barracas de praia.

Crivella afirmou que um dos fatores para decidir pela reabertura é o fato de não haver nesse momento filas em UTIs da rede pública municipal.

“É uma grande notícia para nós, mas é preciso termos capacidade na rede privada, ou seja, deixar leitos para não termos sufoco”, disse ele ressaltando que a reabertura será “lenta, gradual e com segurança”.

As agências de automóveis e lojas de móveis e decoração podem reabrir. Parques estarão abertos somente para atividades físicas, assim como as celebrações de atividades religiosas. Funerais podem ocorrer, mas com restrição de número de participantes e tempo de duração.

Os centros de treinamentos esportivos poderão estar abertos para treino, mas sem imprensa e público, sendo vedados o uso de sauna, piscina e banheira de hidromassagem.

A reabertura será dividida em seis fases, com previsão de duração de quinze dias cada, caso a curva de contaminações e mortes por Covid-19 se mantenha estável.

O prefeito informou ainda que a conclusão de todas as fases será em agosto. As aulas poderão ser retomadas em julho. Ele ressaltou que isso vai acontecer se não houver um aumento de casos que a capacidade de leitos da cidade não possa absorver. Segundo Crivella, o monitoramento será diário.

Plano da prefeitura para reabertura gradual do Rio em seis fases — Foto: Reprodução

Dentro do cronograma, as aulas só serão retomadas em julho. No primeiro momento, serão liberadas as turmas do quinto ao nono ano, com restrições de turmas. E haverá rodízio de alunos mesmo depois da última fase.

Fase 2

shoppings entre 12h e 20h, com restrições de movimentação
competições esportivas com portões fechados

Fase 3

todos os comércios, com restrição de circulação
bares e restaurantes abertos, com 50% da capacidade
academias abertas com agendamento e distanciamento
luta e dança, sem contato físico
atividades de crossfit
creches, desde que pais estejam trabalhando
escolas: quinto e nono ano, sem aglomeração
salões de beleza, tatuagem e estética, com restrições
praias e parques abertos, sem aluguel de cadeira e barraca
áreas de lazer
atividades culturais em espaço aberto, sem aglomeração
competições esportivas com um terço do público

Fase 4

Pré-escolas e turmas de primeiro e segundo ano
pontos turísticos com um terço da capacidade
atividade em espaço cultural fechado, com restrição de capacidade

Fase 5

diminuição de restrições de capacidade em quase todos os setores (bares, restaurantes, estádios, cinemas, etc)
praias e parques abertos, sem aglomeração
Reabertura do terceiro e quarto ano nas escolas

Fase 6

escolas e universidades integralmente, sem aglomeração

Veja mais detalhes:

Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução

Rio detalha reabertura comercial — Foto: Reprodução

Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução
Plano de reabertura do comércio no Rio. Foto: Reprodução










Comentários




    gl