Regina Duarte diz não estar preparada para assumir chefia da Cultura do governo Bolsonaro

Após ter sido convidada pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a secretaria Especial de Cultura no lugar de Roberto Alvim, exonerado após publicar vídeo com estética e discurso nazista, a atriz Regina Duarte afirmou não se sentir preparada, mas disse ainda cogitar a possibilidade.

Em entrevista ao programa “Pingos nos Is”, da Rádio Jovem Pan, na noite desta sexta-feira (17), Duarte revelou que Bolsonaro já havia cogitado fazer o convite há um tempo, mas ela negou de antemão na ocasião.

“Porque eu não estou preparada, eu não me sinto preparada. Acho que a gestão pública é algo complicado, uma pasta como a da Cultura, muito mais. Este é um país imenso e continental, tem muitos artistas, grupos, criações, vamos querer abraçar tudo. Então, eu fico muito preocupada de não estar preparada”, afirmou.

Regina Duarte ainda afirmou que já foi chamada outras vezes e que “está pensando”:“Não é a primeira vez que sou convidada pra esse cargo, me assusta muito. Estou aí pensando, não quero dizer nada, responder nada? Falei com dois filhos meus e eles ficaram surpresos, um quanto assustados, com o convite. Tenho que pensar em coisas que não imaginava estar pensando agora”.

A assessoria do Ministério do Turismo divulgou, em nota, que José Paulo Martins vai assumir interinamente a Secretaria Especial de Cultura. A mesma nota informa que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, repudia ideologias totalitárias e genocidas.







Comentários




    gl