Veja quem pode se vacinar nesta quinta-feira em São Paulo, no Rio e em outros estados

Vacinação. Foto: Tânia Rego – Agência Brasil

As capitais seguem com a vacinação contra a Covid-19 nesta quinta-feira (14). São Paulo, por exemplo, aplica a dose de reforço em pessoas com mais de 18 anos que possuem alto grau de imunossupressão e que tomaram a última vacina (segunda dose ou dose única) há pelo menos 28 dias.

Os profissionais da saúde com mais de 18 anos e idosos com mais de 60 anos que tenham tomado a segunda dose ou dose única há pelo menos seis meses também estão aptos a receber a dose de reforço.

A prefeitura ainda imuniza adolescentes de 12 a 17 anos. A Secretaria de Saúde da capital paulista reforça a obrigatoriedade de que o cidadão apresente, no ato da vacinação, comprovante de residência na cidade, além de documentos pessoais, preferencialmente Cadastro de Pessoa Física (CPF) e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

A cidade do Rio de Janeiro aplica o imunizante em jovens de 12 anos ou mais. A dose de reforço será para idosos com 69 anos ou mais; trabalhadores da saúde e profissionais de saúde que tomaram a segunda dose em fevereiro; pessoas com alto grau de imunossupressão com 12 anos ou mais; e pessoas com 60 anos ou mais que tomaram a 2ª dose na cidade do Rio até 31 de março.

As unidades seguem aplicando a segunda dose conforme a data estipulada no comprovante da primeira. Atenção: o intervalo mínimo entre a primeira e segunda dose da Pfizer para quem tem 40 anos ou mais agora é de 21 dias.

Quem vai receber a vacina deve apresentar identificação original com foto, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Para a segunda dose, é importante levar também o comprovante da primeira aplicação.

Pessoas com deficiência (PcD) devem apresentar laudo da rede pública ou particular; cartões de gratuidade no transporte público; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que indique se tratar de uma pessoa com deficiência. Gestantes e puérperas devem apresentar cartão de pré-natal.

Outros estados

Santa Catarina

A Prefeitura de Florianópolis aplicará segundas doses e doses de reforço nesta quinta-feira (14/10). A D2 será aplicada em pessoas que estão em atraso ou já completaram o prazo de vacinação. As doses de reforço são destinadas para idosos de 60 anos ou mais que tomaram a segunda dose há 180 dias, pessoas com alto grau de imunossupressão que tomaram a segunda dose há 28 dias e profissionais e trabalhadores da Saúde que tomaram a segunda dose até o dia 31 de março. A primeira dose será retomada assim que novos imunizantes forem recebidos na capital.

Minas Gerais

Belo Horizonte vai aplicar a dose de reforço em idosos de 72, 71 e 70 anos. “Só poderão tomar a dose de reforço pessoas cuja segunda dose tenha completado 6 meses ou que faltem até 15 dias para completar este prazo. Para que os usuários possam tomar a dose de reforço é necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência”, informa a prefeitura.

Goiás

Goiânia vacina adolescentes de 12 até 17 anos, mediante agendamento. Outro grupo atendido é o dos idosos com idade a partir de 60 anos e as pessoas com doenças imunossuprimidas com 30 anos ou mais.

A primeira dose para o grupo de pessoas com idade acima de 18 anos continua sendo disponibilizada. As pessoas que necessitam receber a segunda dose das vacinas AstraZeneca, Pfizer e Coronavac deverão comparecer nas datas estabelecidas no cartão de vacinação.

O Centro Municipal de Vacinação (CMV) continua sendo referência para atendimento às gestantes e puérperas (com até 45 dias após o parto) para primeira e segunda dose, além daquelas em atraso, por demanda espontânea.

Comentários

 




    gl