Homem que atacou ato de Lula no Rio é preso e autuado

Ato de Lula na Cinelândia, no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/YouTube

Ato de Lula na Cinelândia, no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/YouTube

André Stefano Dimitriu Alves de Brito, de 55 anos, foi preso e autuado pelo crime de explosão após arremessar uma bomba caseira no ato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na noite desta quinta-feira (7) na Cinelândia, no Rio de Janeiro.

De acordo com o delegado Gustavo de Castro, da 5ª DP (Mem de Sá). Ele vai ser encaminhado à audiência de custódia.

Com a escalada de ataques de opositores a eventos da pré-campanha, o grupo do ex-presidente tem se preocupado cada vez mais com protocolos de segurança. Membros da organização negaram que o artefato continha fezes, como foi noticiado por órgãos de imprensa. Ninguém ficou ferido.

Durante um evento de lançamento de pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à presidência da República e de Alexandre Kalil (PSD) ao governo de Minas Gerais, em junho deste ano, em Uberlândia, apoiadores dos parlamentares foram surpreendidos por um ataque aéreo.

Na época, a Polícia Militar afirmou que o conteúdo jogado se tratava de um produto químico utilizado em lavouras para atrair moscas. O drone foi apreendido e três pessoas foram detidas.

Leia também:

+ IBGE: Inflação acumulada em 12 meses atinge 11,89%

+ MG: Lula tem 18 pontos a mais que Bolsonaro, aponta Genial/Quaest

+ No SBT, Garotinho diz que Silvio Santos iniciou o jogo no país; contravenção era o tema

Comentários

 




    gl