Casa Civil: general Ramos diz estar em ‘choque’ com demissão

Luiz Eduardo Ramos. Foto: Anderson Riedel/PR

“Eu não sabia, estou em choque. Fui atropelado por um trem, mas passo bem”.

Assim o ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, reagiu ao saber de sua demissão do cargo, que deve ser ocupado pelo senador do Piauí, Ciro Nogueira (PP).

Ramos disse ao jornal O Estado de S.Paulo que foi comunicado nesta quarta-feira (21) pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre sua saída e não foi informado se irá para a Secretaria-Geral da Presidência da República, no lugar de Onyx Lorenzoni, conforme informações noticiadas pela imprensa. Onyx deve assumir o Ministério do Trabalho, que seria recriado pelo governo Bolsonaro.


“Eu estava, aliás, ainda estou muito feliz na Casa Civil e dei o melhor de mim. Tanto que estou recebendo telefonemas de parlamentares de vários partidos, em solidariedade. Se eu estivesse sendo trocado por alguém formado em Oxford, ou Harvard, tudo bem, poderiam dizer que falhei. Mas é por um político aliado do presidente, é assim que funciona”.

+ Cotado para Casa Civil, Ciro Nogueira chamou Bolsonaro de fascista e declarou voto em Lula

+ Mulher de Cid Moreira rebate acusações: cárcere privado e comida estragada; assista

+ Pesquisa mede como brasileiros encaram voto em candidato gay à Presidência da República

+ Bolsonaro: ‘Lula não consegue nem ir num botequim tomar cachaça’

+ ONU: estudo aponta mudanças profundas na Terra e faz previsão sombria

+ Covid-19: Brasil soma mais 1.424 mortos

+ STF nega ação do PT para análise de impeachment de Bolsonaro

+ Moraes envia investigação contra Salles para justiça do Pará

+ Renan Calheiros ironiza ação de Flávio Bolsonaro contra ele: ‘No Brasil, até milícia denuncia’

+ Filhos de Cid Moreira pedem na justiça interdição do pai e prisão da madrasta

+ Yasmin Brunet cai em golpe de aplicativo de entrega e perde R$ 7,9 mil

+ Sikêra Jr processa Neto, que rebate: ‘o dia que você me encontrar, você vai ver só’

+ Libertadores marca liderança no SBT; veja os números de 20 de julho

+ AP: governo abre edital para 1 mil vagas de monitor

Comentários

 




    gl