Bolsonaro se torna investigado em inquérito do STF

Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução do YouTube

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, determinou, nesta quarta-feira (4), a inclusão do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) na condição de investigado no inquérito que apura a divulgação de informações falsas.

A decisão de Moraes atende pedido unânime dos ministros do TSE, o Tribunal Superior Eleitoral, na sessão da última segunda-feira. Serão apurados os ataques feitos pelo presidente às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral em vigor, desde 1996, no país.

O inquérito das fake news foi aberto em março de 2019, por decisão do então presidente do Supremo, o ministro Dias Toffoli, para investigar notícias falsa, ofensas e ameaças aos ministros da mais alta Corte do país. Na decisão em que atende o pedido do TSE, Moraes cita ao menos 11 crimes que, em tese, podem ter sido cometidos Bolsonaro:

“As condutas noticiadas, portanto, configuram, em tese, os crimes previstos nos arts. 138 (calúnia), 139 (difamação), 140 (injúria), 286 (incitação ao crime), 287 (apologia ao crime ou criminoso), 288 (associação criminosa), 339 (denunciação caluniosa), todos do Código Penal, bem como os delitos previstos nos arts. 17, 22, I, e 23, I, da Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170/83) e o previsto no arts. 326-A da Lei 4.737/65 (Código Eleitoral)”.

Moraes ainda determinou que a Polícia Federal tome o depoimento de quem acompanhou Bolsonaro na live transmitida pelas redes sociais, na noite da última quinta-feira, onde o presidente colocou em xeque o resultados de diferentes eleições e a segurança do sistema, além de ofender autoridades. Deverão, portanto, ser ouvidos:

+ O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres
+ O Coronel reformado do Exército Alexandre Hashimoto
+ O Engenheiro especialista em segurança de dados Amilcar Filho

+ Eleições 2022: vídeo do TSE rebate fake news sobre urna eletrônica

+ PTB de Roberto Jefferson ingressa com notícia-crime contra Randolfe

+ Crueldade sem fim: polícia acha caderno com frases chocantes escritas pelo pequeno Miguel

+ China adota confinamento após surto de variante Delta

+ Nova pesquisa para presidente aponta Lula como favorito em 2022

+ Vídeo: homem se atrapalha na hora da vacina; ‘Fora SUS’ ou ‘Fora Bolsonaro’?

+ Pai de jovem que morreu aos 16 anos faz alerta sobre o uso da web

+ RN: pesquisa indica Lula em 1º com 42,53%

+ Cid Moreira rompe silêncio e fala sobre acusações de filhos pela 1ª vez; assista

+ SP: Ribeirão Preto abre vagas para concurso com salários de até R$ 5,9 mil

+ Curtinhas: jornalista do grupo Globo; ‘Bolsonaro é o pior que já conheci’

+ Ouro de Ana Marcela bate o recorde dos Jogos; veja a audiência de 3 de agosto

+ Brasil está 16º na classificação geral; veja o quadro de medalhas

+ Em campanha pelo Dia do Pais, Thales fala de preconceito; assista

Comentários

 




    gl