Bolsonaro cogita criar novos ministérios para manter foro privilegiado de Pazuello

Eduardo Pazuello. Foto: Alan Santos/Presidência

O impasse no Ministério da Saúde, onde Eduardo Pazuello ainda não foi exonerado e seu sucessor, Marcelo Queiroga, ainda não tomou posse, se deve à incerteza sobre a manutenção do foro privilegiado do primeiro.

Pazuello é alvo de inquérito no STF para investigar se houve omissão no colapso da rede pública de saúde de Manaus. Caso condenado, ele poderia perder sua patente militar.

Diante disso, o governo articula criar novos ministérios para proteger o ex-ministro. Conforme reportado na coluna da jornalista Andréia Sadi, no jornal “O Globo”, uma possibilidade é elevar a Secretaria de Assuntos Estratégicos ao status de ministério. Outra ideia é a criação do ministério extraordinário da Amazônia.

Com o cargo de ministro, Pazuello manteria o foro privilegiado. Neste domingo (21), foi reportado que os ministérios do Meio Ambiente e de Desenvolvimento, Indústria e Comércio também podem ser utilizados desta forma.

Comentários

 




    gl