Pfizer diz que governo brasileiro não aceita demandas para adquirir vacinas

Vacina da Pfizer/BioNTech. Foto: Reprodução

Executivos da Pfizer envolvidos na negociação com o governo brasileiro pela compra de vacinas contra a Covid-19 afirmaram a senadores que suas exigências de garantia vêm sendo fortemente resistidas.

O governo brasileiro se recusa a aceitar as demandas da farmacêutica, que, como consta no contrato, busca responsabilizar as autoridades locais por eventuais efeitos adversos do imunizante e fazer com que a soberania sobre ativos no exterior seja renunciada para garantir o pagamento das doses.

Segundo a jornalista Mônica Bergamo da “Folha de São Paulo”, a Pfizer também pede a criação de um fundo garantidor no exterior.  Na América Latina, o Chile aceitou as propostas, e Brasil, Venezuela e Argentina recusaram.

 










Comentários

 




    gl